Compartilhe esta notícia!

Nos últimos dias, a vida de quem mora na região de Araçatuba não tem sido nada fácil. Além do calor e do tempo seco, os moradores ainda precisam conviver com as queimadas, comuns nessa época do ano, só que ainda mais frequentes em comparação com o mesmo período do ano passado, conforme dados levantados pelo O LIBERAL juntamente com o Corpo de Bombeiros. Enquanto isso, a grande pergunta que todos se fazem é a seguinte: quando irá chover?

A resposta não é difícil e não está muito longe. De acordo com os climatologistas, uma nova frente fria deve chegar até a região na semana que está para começar. Além de trazer pancadas de chuva, ela vai derrubar as temperaturas até o fim da semana.

Conforme o site Climatempo, a mudança irá começar na quarta-feira, dia 20. O dia começa com Sol, mas ao longo das horas deverá ficar nublado, já com possibilidade de chover durante a tarde. Na quinta-feira (21), a chuva será mais rápida, mas a temperatura cairá bastante. A máxima prevista é de apenas 20°C. Já a mínima, de 6°C. Nos dias posteriores até o próximo fim de semana, a temperatura vai subindo aos poucos e não existirá mais a previsão de chuva.

QUEIMADAS

Nessa época do ano é comum existirem as queimadas, que tanto prejudicam o sistema respiratório. Mas, nesse ano, além dos números terem aumentado, ainda existe a preocupação com a pandemia de coronavírus, que atinge, justamente, as funções respiratórias.

Dados do Corpo de Bombeiros de Araçatuba mostram que de 1° de janeiro a 30 de julho de 2019 foram registradas 820 ocorrência de incêndio em vegetação. No mesmo período desse ano já são 980, um aumento de 19,5% em comparação. No ano passado, a área total atingida foi de 1.054 hectares. Em 2020 são 2.718 hectares de áreas queimadas, o que representa uma alta de 157,8%.

No ano passado inteiro, o 20° Grupamento dos Bombeiros da região de Araçatuba registrou 1.390 ocorrências de queimadas, número que já está muito próximo de ser alcançado. E basta olhar pela janela de casa que você certamente enxergará uma nuvem de fumaça branca ou preta no horizonte.

DICAS

Muitas das queimadas acontecem por conta do clima, mas outras são de inteira responsabilidade do ser humano. Por isso, o Corpo de Bombeiros orienta a população a não jogar lixo, bitucas de cigarros, garrafas de vidro e materiais combustíveis próximos às vegetações.

Para quem mora perto de regiões com a presença de cobertura vegetal, a dica é estabelecer medidas preventivas, como o corte do mato ou a implantação de barreiras de proteção.

Já durante o incêndio, acione as viaturas do Corpo de Bombeiros  e mantenha distância segura do local do fogo, mesmo se as chamas estiverem a certa distância do local onde vive.

“O Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo atua de maneira integrada com outros atores envolvidos e adotando uma estrutura organizacional integrada ajustada às demandas simples ou complexas”, informou a corporação.

 

 

 

 

 

 


Compartilhe esta notícia!