Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ANDRADINA

A prefeita de Andradina, Tamiko Inoue (PSDB), liberou a realização de cultos religiosos no município através de decreto editado nesta segunda-feira (10). Apesar disso, a administração municipal segue recomendando a realização de missas e cultos de forma remota.

O texto do decreto, que já está em vigor a partir desta semana, permite que instituições religiosas realizem suas reuniões, desde que exijam a utilização de máscara por parte dos fieis e que não ultrapassem 50% da capacidade máxima permitida por cada templo.

Os locais de cultos, missas, e outras atividades do tipo, deve disponibilizar álcool em gel logo na entrada, aferir a temperatura dos participantes e deverão respeitar o distanciamento de pelo menos 1,5 metro entre os fieis presentes na celebração.

Os menores de 12 e maiores de 60 anos estão proibidos de participar das reuniões, bem como portadores de doenças crônicas e pacientes em tratamento de doenças como, por exemplo, o câncer. Há também a recomendação para que os fieis presentes evitem o contato físico.

As portas e janelas dos templos devem permanecer abertas e haverá exigência para que se sigam todos os protocolos de saúde, com horários alternados de celebrações presenciais para que não haja aglomerações.

Na justificativa do decreto, a prefeita Tamiko lembra que decreto federal de 20 de março de 2020 atribuiu o caráter de essencialidade às atividades religiosas de qualquer natureza, desde que obedecidas as normas do Ministério da Saúde.


Compartilhe esta notícia!