Compartilhe esta notícia!

Uma garota de programa de 21 anos foi esfaqueada durante uma tentativa de assalto, no fim da manhã dessa quarta-feira (29), na casa onde mora, localizada no bairro Água Branca, zona leste de Araçatuba. O suspeito, identificado como Ronaldo Carlos Pereira Junior, de 28 anos, foi preso em flagrante. Os policiais descobriram que ele era foragido do sistema prisional de Mongaguá desde a última saída temporária, onde respondia por roubo.  

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, a jovem contou em depoimento à polícia que passou a noite com o autor. Durante a manhã, ao sair do banho, ela foi surpreendida por ele armado com uma faca. O investigado anunciou o assalto e pediu para que ele desse dinheiro. 

A mulher alegou não ter nenhuma quantia, já que trabalha no sistema de cartões. Em determinado momento, ela empurrou o criminoso e foi esfaqueada diversas vezes, incluindo na região do pescoço. Desesperada, a declarante foi para a área da frente e começou a gritar por socorro. 

Os vizinhos escutaram os gritos e foram lá ver o que ocorria. Nesse instante, a vítima tentou abrir o portão com as mãos todas ensanguentadas. Ao conseguir, ela foi socorrida pelos populares, que imediatamente acionaram a Polícia Militar e os socorristas. 

AGRESSÕES 

Já Ronaldo tentou fugir em uma moto Honda/Biz, mas foi detido pelos moradores das imediações e chegou a ser agredido. Com a chegada dos PMs, ele foi algemado e aguardou a chegada de uma viatura do Resgate, onde teve que ser encaminhado até o Pronto-Socorro Municipal, pois apresentava alguns ferimentos.  

Já a jovem foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) até a Santa Casa, onde recebeu atendimento no setor de urgência e emergência. A reportagem apurou que o estado de saúde dela, até o fechamento dessa edição, era considerado estável. 

PRISÃO 

Depois de ser medicado no pronto-socorro, o autor foi levado para a delegacia. Lá, ele foi relutante em apresentar a verdadeira identidade e não carregava nenhum tipo de documento. Alguns minutos depois, os policiais descobriram o nome e constataram que o mesmo era foragido do regime semiaberto de Mongaguá, onde cumpria pena por roubo. 

O delegado plantonista registrou o caso como tentativa de latrocínio e o deixou preso em flagrante, à disposição da Justiça. A faca utilizada no crime foi apreendida. A Polícia Civil vai abrir inquérito para dar andamento às investigações sobre o ocorrido.  


Compartilhe esta notícia!