Compartilhe esta notícia!

A Polícia Militar Ambiental flagrou, no último fim de semana, uma rinha de galos em uma propriedade rural de Castilho, na região de Andradina. Mais de 50 galos estavam em situação de maus-tratos. As multas, somadas, chegaram a R$ 210 mil. 

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, as equipes receberam denúncia de várias pessoas em um sítio da cidade participando de uma rinha de galos. Diante disso, as viaturas se deslocaram até o endereço. As pessoas, ao perceberem a aproximação dos veículos, fugiram. Mesmo assim, 18 delas foram abordadas. 

A polícia flagrou 53 galos em gaiolas, sem espaço para mobilidade, sem água e sem qualquer tipo de alimento. As aves apresentavam, ainda, ferimentos recentes, mutilações permanentes, bico e espora quebrados, falta de penas e um deles estava cego. 

Um médico veterinário atestou os maus-tratos sofridos e elaborou um laudo a respeito da situação em que foram localizados. Com todas as evidências, os PMs elaboraram 18 infrações ambientais, sendo uma com penalidade de multa no valor de R$ 159 mil por maus-tratos a 53 animais domésticos, e as outras 17 com o valor de R$ 3 mil para cada um dos indivíduos por participarem como espectadores de lutas entre animais da mesma espécie. 

A ocorrência foi apresentada na delegacia de Castilho. A Polícia Civil abriu inquérito para dar prosseguimento às investigações do caso.  


Compartilhe esta notícia!