Compartilhe esta notícia!

O Ministério Público de Araçatuba denunciou Roberto Donizete Atílio, 39 anos, à Justiça nessa terça-feira (7). Ele é acusado de ter jogado álcool na esposa e depois ter ateado fogo no corpo dela no último dia 30 de junho, na residência do casal, no bairro Umuarama, zona leste do município. O denunciado irá responder por tentativa de homicídio. 

Segundo a denúncia apresentada pelo MP, os dois conviviam há cerca de três anos e o feminicídio só não se consumou porque as equipes de Resgate e da Polícia Militar chegaram rapidamente e a socorreram até a Santa Casa.  

Com a chegada dos PMS, a mulher ainda estava consciente e conseguiu conversar com os policiais. Ela informou que o companheiro teria ateado fogo em seu corpo com o produto. A declarante foi socorrida e levada diretamente para a Santa Casa, onde teve que ser internada e entubada por conta da gravidade do quadro clínico.  

O suspeito permanecia na casa e foi detido em seguida. Ele contou em depoimento que a mulher teria se queimado sozinha ao acender um cigarro junto com álcool. Ao tentar ajudá-la a apagar o fogo, o autor contou que pegou um recipiente, o qual pensava ter água e jogou, mas era álcool, provocando ainda mais queimaduras.  

A versão não convenceu o delegado plantonista, que realizou a prisão em flagrante por tentativa de feminicídio. Caso seja condenado, o pescador pode pegar até 30 anos de prisão. Ele continua detido na Cadeia Pública de Penápolis. Não há informações a respeito do estado de saúde da vítima.  


Compartilhe esta notícia!