Compartilhe esta notícia!

Policiais militares de Araçatuba prenderam, na madrugada dessa terça-feira (30), um pintor de 31 anos e um adolescente, de 15, suspeitos de terem participado de um assalto a uma farmácia, localizada na rua Marcílio Dias, no bairro Planalto, durante a tarde de segunda (29). 

Segundo informações do boletim de ocorrência, a dupla estava em uma moto Honda/Titan de cor prata. Eles invadiram o estabelecimento comercial, um deles armado com revólver e anunciaram o assalto. Os criminosos fizeram ameaças e fugiram levando cerca de R$ 350 do caixa da farmácia, além de uma aliança de ouro de um dos funcionários. Toda a ação foi filmada por câmeras de monitoramento do comércio. 

DENÚNCIA 

Consta no registro policial de que as equipes receberam informações do Copom (Central de Operações da Polícia Militar) de que o assalto teria sido praticado pelo adolescente, morador no bairro Hilda Mandarino, mas que ele estaria escondido em uma residência na rua José Mauricio de Souza, no bairro Águas Claras. 

Os PMs se dirigiram até o endereço e foram atendidos pela moradora, que se identificou como amiga do menor. O rapaz estava no local e confessou participação no roubo. Ele ainda revelou a identidade do comparsa e negou ter segurado arma de fogo no momento do crime e, sim, um pedaço de cano para fazer a simulação. ] 

O infrator contou, também, que o anel teria sido vendido por R$ 300 em uma loja na rua Marcílio Dias. Já sobre a quantia subtraída, a dupla teria comprado roupas e mantimentos. O adolescente tinha R$ 32,50 na carteira. 

COMPARSA 

Os policiais continuaram as diligências e localizaram, na mesma rua do bairro Águas Claras, o pintor. Em um primeiro momento, ele negou ter participado do assalto, mas a polícia verificou que as roupas e os tênis dele eram os mesmos flagrados pelas câmeras de segurança da farmácia e reconhecidos pelas vítimas. Em poder do indiciado havia a quantia de R$ 50. 

A dupla foi levada até a Central de Flagrantes, onde passaram pelo reconhecimento das vítimas. Diante de todas as evidências, o delegado plantonista manteve a prisão do maior por roubo e a apreensão do menor pelo ato infracional. Eles permaneceram à disposição da Justiça e da Vara da Infância e Juventude do município. A reportagem apurou que existe a suspeita de que o pintor também tenha participado de um roubo, na última quinta-feira (25), ao escritório de uma construtora de prédios, no bairro Concórdia, em Araçatuba. A ação será investigada pela Polícia Civil.  


Compartilhe esta notícia!