Compartilhe esta notícia!

Uma autônoma, de 29 anos, ficou gravemente ferida depois de ter o corpo queimado pelo marido, um pescador de 39, na madrugada dessa terça-feira (30), na residência onde moram, no bairro Umuarama, em Araçatuba. O suspeito foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio. 

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar recebeu a informação de uma agressão entre casal e que o autor seria o convivente da vítima. O mesmo teria ateado fogo no corpo dela utilizando álcool. Chegando ao endereço, os PMs avistaram uma unidade do Resgate prestando os primeiros atendimentos.  

A mulher ainda estava consciente e conseguiu conversar com os policiais. Ela informou que o companheiro teria ateado fogo em seu corpo com o produto. A declarante foi socorrida e levada diretamente para a Santa Casa, onde teve que ser internada e entubada por conta da gravidade do quadro clínico. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do hospital para atualizar o estado de saúde da paciente, mas até o fechamento desta edição não havia recebido retorno.  

PRISÃO 

O suspeito permanecia na casa e foi detido em seguida. Ele contou em depoimento que a mulher teria se queimado sozinha ao acender um cigarro junto com álcool. Ao tentar ajudá-la a apagar o fogo, o autor contou que pegou um recipiente, o qual pensava ter água e jogou, mas era álcool, provocando ainda mais queimaduras. 

A versão não convenceu o delegado plantonista, que realizou a prisão em flagrante por tentativa de feminicídio. Caso seja condenado, o pescador pode pegar até 30 anos de prisão. Ele foi transferido durante a manhã para a cadeia pública de Penápolis, onde deverá aguardar vaga em alguma unidade prisional da região. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento às investigações do ocorrido.  


Compartilhe esta notícia!