Compartilhe esta notícia!

Os casos de roubos, furtos e estupros na região de Araçatuba registraram queda em maio deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados na tarde dessa quinta-feira (25) pela Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo. Já os homicídios registraram alta.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, nos roubos em geral, a queda foi de 46,6%. Os números passaram de 58 em maio de 2019 para 31 no mês passado – 27 a menos. Desde o início da série histórica, em 2001, é a primeira vez que o indicador fica abaixo de 50.

Nos furtos em geral houve diminuição de 27,8% – foram 442 ocorrências no mês passado, contra 612 em maio de 2019. Em números absolutos, a queda foi de 170 casos. É a primeira vez que a indicador fica abaixo 600.

O quinto mês do ano a região de Araçatuba ainda apresentou diminuição nos roubos de veículos que caíram de sete para três. Nos furtos de veículo o total passou de 28 para 24 na comparação mensal.

O indicador de roubos de carga ficou estável no mês, com um único registro contabilizado. Os roubos a banco permaneceram zerados pela 19ª vez na série histórica do período.

HOMICÍDIOS

Os casos e vítimas homicídios oscilaram de um para quatro, se comparados os meses de maio de 2019 e 2020, uma alta de 300%.  As taxas dos últimos 12 meses (de junho de 2019 a maio de 2020) ficaram em 8,96 casos e 9,09 vítimas a cada grupo de 100 mil habitantes.

No quinto mês do ano novamente não houve registro de roubo seguido de morte na região. É a sexta vez consecutiva que o indicador fica zerado na série histórica do período. No indicador de extorsão mediante sequestro não há nenhuma ocorrência desde o início da série, já o de estupros caiu de 22 para 19, queda de 13,6%.

O trabalho das polícias na região de Araçatuba, no mês de maio, resultou em 320 prisões e 21 armas ilegais retiradas das ruas. No mesmo período, foram registrados 95 flagrantes de tráfico de drogas.


Compartilhe esta notícia!