Compartilhe esta notícia!

Fiscais da Prefeitura de Araçatuba procuraram a Polícia Civil, na manhã dessa quinta-feira (25), depois de ficarem trancadas por cerca de dez minutos dentro de uma barbearia, localizada no bairro São João, na tarde do dia anterior. Elas faziam uma fiscalização sobre o cumprimento do decreto estadual, que proíbe o funcionamento desse tipo de estabelecimento em meio à pandemia de coronavírus.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o proprietário não concordou com a notificação, já que não poderia funcionar. A denúncia teria sido feita pelo Ministério Público. Ao explicar sobre a notificação, o homem foi orientado que se não fechasse e parasse com as atividades seria multado.

Nesse momento, ele se exaltou e trancou as servidoras no interior do estabelecimento, dizendo a todo momento que elas não sairiam dali, e poderiam chamar quem quisesse. Elas foram destrancadas quando uma mulher que ali estava pegou as chaves do salão e abriu a porta. As vítimas acreditam que só foram liberadas quando ameaçaram ligar para a Polícia Militar. A Polícia Civil vai abrir inquérito para dar andamento às investigações.


Compartilhe esta notícia!