Compartilhe esta notícia!

A Polícia Municipal de Birigui, com o apoio da Polícia Militar, apreendeu no fim de semana mais de 600 pipas, das quais 112 eram com linhas cortantes, durante uma operação deflagrada para evitar esse tipo de ação na cidade. O comerciante foi multado em mais de três mil reais.

A reportagem apurou que a ação conjunta deu o nome de ‘Operação Praças’. Segundo o comandante da Polícia Municipal, José Carlos Fernandes, o vendedor foi enquadrado na lei 3.508/97, alterada pela lei 3.936/2001, que proíbe a soltura de pipas, papagaios e similares na área urbana de Birigui.

A Polícia Municipal notificou A.A.F., 38 anos, flagrado na rua Luiz José Urbano Boteon. Ele receberá nos próximos dias a multa da Secretaria Municipal de Tributação e Fiscalização. Como foi enquadrado em três artigos da lei que proíbe a soltura de pipas, a multa totaliza R$ 3.542,70. Ele tinha 677 pipas e 112 carretéis com linhas cortantes. O material recolhido está na sede da Polícia Municipal de Birigui. Os objetos serão incinerados.

OPERAÇÃO

A “Operação Praças” ocorreu nas noites de sábado (dia 20) e domingo (21). Cinco viaturas da Polícia Militar e três viaturas da Polícia Municipal percorreram o bairro Quinta da Mata, Parque das Árvores e avenida São Francisco.

A ação também teve o objetivo de coibir aglomerações por conta da pandemia de coronavírus. Na praça Raul Cardoso, por exemplo, os policiais municipais encontraram aproximadamente 300 pessoas na noite de sábado. Uma pessoa que estava sendo procurada pela Polícia Militar foi apreendida durante a operação conjunta.

“Neste momento de pandemia, de isolamento social, estamos atuando para evitar aglomerações. Agradecemos a parceria da Polícia Militar”, completou o comandante da Polícia Municipal de Birigui, José Carlos Fernandes.


Compartilhe esta notícia!