Home Cidades Captação de órgãos termina às 3 horas

Captação de órgãos termina às 3 horas

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

A captação dos órgãos de Juliano de Farias Viscovini, que era vereador em Castilho, foi concluída às 3 horas deste sábado. O trabalho começou após as 22 horas de sexta-feira (10).  Juliano teve morte encefálica constatada às 10h40 de quinta-feira (9). Ele foi removido para a Santa Casa de Araçatuba no dia 7, em estado grave em decorrência de ferimento de arma de fogo na região craniana. O caso foi registrado como suicídio.
Com a constatação da morte cerebral, a mãe do paciente autorizou a captação dos órgãos do filho, “como forma de salvar outras vidas”. Os órgãos foram direcionados pela Central Nacional de Transplantes a pacientes compatíveis que estão na fila a espera de órgãos para serem transplantados.
Os órgãos deste paciente vão beneficiar cinco pessoas.  Foram captados: fígado, rins e córneas. Os dois primeiros foram captados pela equipe cirúrgica do Hospital de Base de São José do Rio Preto; as córneas foram retiradas pelo enfermeiro Matheus Tonons que integra a equipe da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT).
O fígado foi o primeiro órgão retirado. A cirurgia para retirada do fígado mais de três horas.  Em seguida foram retirados os rins e por último as córneas.
Após a retirada dos órgãos, o corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para autópsia  e em seguida liberado à família para o velório.
Informamos que a família não fez objeção em relação à divulgação do nome do paciente. Mas tanto a Cihdott quanto a assessoria de imprensa da Santa Casa de Araçatuba decidiram manter a regra estabelecida por protocolos sobre pacientes-doadores, de não divulgar o nome do doador.


Compartilhe esta notícia!