Home Cidades Promotor deixa a UTI e diz que passou pelos piores dias da vida

Promotor deixa a UTI e diz que passou pelos piores dias da vida

9 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

Foi rápida a passagem, mas o suficiente para aliviar amigos e familiares. Sob uma salva de palmas da equipe médica e de enfermagem que o atendeu, na manhã de ontem, o promotor de Justiça Rodrigo Mazzilli Marcondes deixava, de cadeira de rodas, a UTI Adulto da Unimed, em Araçatuba. Ele foi um dos primeiros pacientes internados no hospital com suspeita de coronavírus – posteriormente, exames deram positivo para a covid-19. Logo, seu caso foi motivo de uma ampla corrente de apoio e de orações nas redes sociais.

A imagem de sua saída da Unidade de Terapia Intensiva foi registrada pela equipe de comunicação do hospital, pondo fim a uma angústia.

Assim que ele foi internado, sua esposa, a professora universitária Alessandra Marcondes Aranega, procurou tranquilizar a todos que o conheciam com mensagens nas redes sociais e pedidos de oração para que se recuperasse. Em áudio gravado logo que internou e foi compartilhado por dezenas de pessoas, o representante do Ministério Público dizia estar com lesão nos pulmões. Mas, não escondia um temor: o de ter passado para a mulher e as duas filhas contágio da doença, o que não aconteceu.

Dois dias após a internação, seu quadro havia se agravado e o promotor precisou ser intubado, ficando sob ventilação mecânica. Na ocasião, em texto publicado também no Facebook, Alessandra havia dito que a tosse do marido era seca e não cedia. A febre chegava a 39 graus, tendo que tomar analgésico para baixá-la. Tinha ainda mal-estar, dor de cabeça e suava muito.

Na publicação, ela lembrava que, uma semana antes da internação de Rodrigo, também enfrentou um forte estado gripal. Porém, não sabia dizer o que pode ter sido a causa da doença. A família não havia viajado nem percebido ninguém tossindo ao seu redor. Praticante de atividades físicas, não apresentava problemas de saúde. Por isso, Alessandra fazia um apelo: “Queridos amigos, o fato é que precisaremos ficar em casa para diminuir a transmissão desse vírus. O vírus está circulando no meio de nós. Não sabemos de quem receberemos esta contaminação. (…) Não sabemos como a doença evolui nem se responderá bem aos medicamentos. (…) O coronavírus, da forma como está sendo expandido, tem mostrado o quanto nosso mundo está doente e despreparado para um grande colapso da humanidade”.

Durante os dias em que passou na UTI, Mazzilli recebeu acompanhamento médico permanente. Ele havia tido contato com a esposa por telefone no último dia 22.

VITÓRIA

Em postagem divulgada no último fim de semana, com duas fotos suas no leito hospitalar, Mazzilli falava sobre seus primeiros passos para a vitória contra a covid-19. No texto, ele dizia estar passando os dias mais difíceis dos seus 49 anos de vida.

“Neste fim de semana, fui extubado e amanhã devo sair da UTI. Foram e vêm sendo os dias mais difíceis da minha vida, que quase se esvaiu por conta da intensidade da doença em mim. Meu muito obrigado a todos que se lembraram e rezaram por mim. É um compromisso de mudar alguns conceitos de vida”, declarou o promotor, que atua em Birigui.

No Ministério Público, seus colegas de trabalho ouvidos pela reportagem expressaram a satisfação com a recuperação de Mazzilli. Disseram ter sido a “grande notícia do dia”.

Em nota, a Unimed informou que o promotor foi encaminhado para o leito de isolamento da internação, onde se recupera.

 

————–

RETRANCA

 

Hospitais mantêm 11 internações

 

No total, os dois hospitais de Araçatuba mantêm, juntos, 11 pacientes internados.

Na Unimed, além de Mazzilli, há um paciente em leito de isolamento da internação com suspeita de covid-19. Três pacientes estão intubados e em ventilação mecânica na UTI Adulto com coronavírus. Na mesma unidade de terapia intensiva, estão mais dois pacientes: um intubado e em ventilação mecânica, aguardando o resultado da contraprova do Instituto Adolfo Lutz; e um paciente com suspeita.

Na Santa Casa, estão internados quatro pacientes. Em isolamento, estão dois homens – de 52 e 56 anos, todos de Araçatuba. O primeiro, que ainda não teve resultado de exame, apresenta quadro clínico estável; o segundo, com resultado positivo, também apresenta estabilidade. Já na UTI Adulto, permanece uma mulher de 43 anos em estado grave, enquanto na UTI Neonatal, há um bebê de 2 anos, de Ilha Solteira, aguardando o resultado de exame.

Dos novos exames que chegaram à Santa Casa nessa terça-feira, um de 26 anos, que esteve internado de 28 de março a 4 de abril, deu positivo para a doença; já para outro homem, de 63 anos, internado desde o último dia 18, deu negativo.


Compartilhe esta notícia!