Home Cidades Após atropelamento coletivo, jovens recebem alta da Santa Casa

Após atropelamento coletivo, jovens recebem alta da Santa Casa

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

O jovem de 18 anos de idade e a adolescente, de 16, que estavam internados na Santa Casa de Andradina depois de serem atropelados por uma caminhonete no último fim de semana em Nova Independência receberam alta médica depois de quase sete dias internados. Todos os feridos já estão em casa. Já o autor Paulo Alves da Silva, 48, continua preso na região.

O rapaz que até então havia ficado mais ferido sofreu fratura facial e lesões na nuca e no supercílio. Ele chegou a ser internado em estado grave na UTI, mas foi para o quarto algumas horas depois. Já a adolescente teve uma fratura exposta na clavícula direita e passou por cirurgia.

O atropelamento coletivo ocorreu na noite de domingo (27). Segundo informações da Polícia Militar, o mecânico estava com a companheira na festa que era realizada em um bar. Em determinado momento, ele pegou uma mesa e a jogou para cima. O objeto atingiu as costas de uma mulher que segurava uma criança no colo. Foi o estopim para uma discussão generalizada.

Os participantes do evento tiraram satisfações com o autor do motivo pelo que havia acabado de fazer. Teve bate-boca e agressões mútuas. Ele chegou a empurrar a mulher atingida pela mesa, que caiu no asfalto, sofrendo algumas escoriações. Depois da confusão, o suspeito e a convivente foram embora.

Após andar cerca de 150 metros, Silva entrou em sua caminhonete S-10. Ele deu partida, acelerou e jogou o veículo contra as pessoas que ali estavam. Testemunhas contaram à reportagem que ele chegou a atingir 60 quilômetros por hora. Ao todo, 17 pessoas foram atingidas. O jovem Jhonatan Rocha, de 26 anos, e João Bringel, de 56, não resistiram aos ferimentos e morreram.

O autor por pouco não foi linchado no local. Ele também teve que ser socorrido e ficou internado durante cerca de 12 horas até receber alta, ser apresentado na delegacia e de lá transferido para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência.

 

 

 


Compartilhe esta notícia!