Compartilhe esta notícia!

O homem de 29 anos que foi baleado dentro da Santa Casa de Araçatuba na manhã de sexta-feira (24) assinou um termo de responsabilidade e deixou o hospital na madrugada desse sábado (25). A vítima chegou a passar por uma nova cirurgia depois de fraturar a perna que já havia sido ferida em outra tentativa de homicídio há uma semana em Valparaíso. No meio da noite de sexta, a Polícia Civil decidiu prender dois suspeitos e apreender um adolescente de 16 anos pelo crime. Mas, as investigações continuam.

De acordo com informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o homem solicitou alta médica e foi embora logo em seguida. Na manhã de sexta, ele estava no segundo andar quando foi baleado na mão e no braço após dois criminosos invadirem a unidade hospitalar e tentarem matar o paciente.

Após o crime, os bandidos fugiram correndo. Já o homem teve que ser encaminhado novamente ao setor de urgência e emergência, onde passou por avaliação médica e um novo procedimento cirúrgico. No último domingo (19), a vítima foi baleada na perna em frente de uma residência no bairro Quatrocentas Casas, em Valparaíso. Na ocasião, ele conversava com um amigo quando três ocupantes de um veículo escuro teriam chegado atirando. Após ser atingido, ele foi transferido para o hospital de Araçatuba. Já os autores não tinham sido localizados.

PRISÕES

Conforme noticiado na edição desse sábado do LIBERAL, policiais militares da Força Tática conseguiram deter três pessoas suspeitas de terem participação na tentativa de homicídio dentro da Santa Casa. As equipes faziam patrulhamento pela rua Moara Sacramento Amaro, no bairro Porto Real 2, quando avistaram um homem de 31 anos dirigindo um veículo Fiat/Siena, de cor prata. A polícia tinha informações de que esse automóvel teria sido utilizado para dar carona aos outros dois atiradores.

De imediato, os PMs fizeram a abordagem no momento que o suspeito estacionava na garagem e o revistaram. Em um primeiro momento, nenhum objeto de ilícito foi localizado, apenas uma blusa bem parecida com àquela mostrada nas imagens das câmeras de segurança vestida por um dos atiradores. O investigado confessou participação na tentativa de homicídio dentro da Santa Casa. Ele contou que teve a função de dirigir para os outros dois autores.

Indagado a respeito de quem seriam essas pessoas, o rapaz indicou dois irmãos, um de 16 e outro de 20 anos de idade, que seriam de Valparaíso, mas estariam em uma residência no bairro Águas Claras. Diante dessas informações, a PM foi até o endereço e conseguiu localizar a dupla. Apesar disso, eles confirmaram terem conhecimento a respeito dos fatos, mas negaram participação.

O trio foi levado até a delegacia, onde prestou depoimento. O delegado plantonista decidiu manter a prisão dos rapazes e a apreensão do adolescente. Eles permaneceram à disposição da Justiça. Tanto a Polícia Civil de Valparaíso quanto a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Araçatuba investigam o caso.


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Cidades

Veja também

Indicadores sobre serviços públicos passam a ser abertos a cidadãos

Compartilhe esta notícia!Wellton Máximo/ABr – Brasília Quantos servidores existem na…