Compartilhe esta notícia!

Um personal trainer de 44 anos foi preso na tarde de quinta-feira (9) depois de ser flagrado por policiais civis da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) furtando dinheiro dentro do carro de um aluno em uma academia localizada no bairro Nova Iorque, em Araçatuba. O homem foi preso em flagrante e confessou quatro furtos nos últimos três meses.

As investigações começaram há alguns dias depois que o aluno decidiu procurar a polícia depois de relatar que era vítima de constantes furtos enquanto fazia exercícios na academia. Ele deixava o veículo estacionado perto do local e ao retornar percebia que objetos e dinheiro tinham sumido.

Com o andar das apurações, a polícia começou a levantar suspeitas de que o personal seria o autor dos furtos. Segundo o delegado responsável pelo inquérito, Antônio Paulo Natal, as chaves dos carros ficavam penduradas em um chaveiro aberto na academia, ou seja, qualquer um poderia ter acesso e pegá-las.

“Eu indaguei quando a vítima voltaria a fazer exercícios na academia e o dono informou a data e o horário. Já imaginando que esse autor pudesse novamente agir, as equipes resolveram ficar de campana, até porque a vítima fica de uma hora a uma hora e meia no local”, informou.

CAMPANA

Depois de serem avisados, os policiais fizeram campana em um local perto da academia e com visão ao veículo da vítima. Depois de 20 minutos, as equipes flagraram o personal trainer indo até o carro, abrindo o veículo e pegando algo suspeito em seu interior. Nesse instante, a polícia decidiu fazer a abordagem e constatou que o suspeito havia acabado de furtar R$ 40 em dinheiro.

“Fizemos campana em um lugar estratégico, onde tínhamos visibilidade do carro da vítima. Cerca de 20 minutos depois, o personal foi até o veículo, o abriu com a própria chave, subtraiu o dinheiro e quando retornava foi abordado e preso”, revelou o delegado.

CONFISSÕES

O personal trainer já confessou quatro furtos nos últimos três meses. Mas, a polícia já recebeu informações de que ele pode ser o responsável por outros crimes do tipo em academias por onde trabalhou.

“Ele fala que foi a primeira vez que fez isso, mas segundo testemunhas ouvidas por nós existem comentários de que em outras academias frequentadas pelo personal isso também aconteceu”, finalizou.

TERCEIRIZADO

A reportagem apurou que o personal não tinha vínculo empregatício com a academia onde foi flagrado praticando furto. Ele apenas acompanhava alguns alunos no local. Nenhum representante do estabelecimento quis se manifestar.

O indiciado passou por audiência de custódia na manhã dessa sexta-feira (10) e vai responder pelo crime de furto qualificado em liberdade. Um inquérito foi aberto para dar andamento às investigações.


Compartilhe esta notícia!