Compartilhe esta notícia!

FOTO CEDIDA: JOSIANE LORENSETTI

Quatro dias depois de ficar internada após ser atropelada por um avião agrícola, a mulher de 30 anos, moradora de Guararapes, recebeu alta da Santa Casa de Araçatuba, de onde estava internada desde então. Nessa segunda-feira (2), equipes da prefeitura estiveram no aeroporto e cercaram a área onde ainda não havia proteção.

A paciente recebeu alta no fim da manhã dessa terça-feira (3) após a melhora do estado de saúde. Na última sexta-feira, ao chegar à unidade hospitalar, ela ainda respirava com a ajuda de aparelhos e havia a suspeita de traumatismo craniano. Após a intervenção médica, a vítima respondeu bem ao tratamento e apresentou melhora no estado clínico e foi estabilizada.

No início da semana, equipes da prefeitura de Guararapes estiveram no aeroporto e cercaram uma área que ainda não tinha proteção. A administração municipal reformou que sempre faz a manutenção no local, mas que os próprios moradores retiram a cerca e atravessam a pista para cortar caminho de um bairro ao outro.

ACIDENTE

O acidente ocorreu na noite da última sexta. A vítima seguia de bicicleta com a filha, de apenas quatro anos. Segundo informações da Polícia Militar, não existia cercado na cabeceira da pista e é bastante comum que moradores da região se arrisquem atravessando de um lado para o outro para terem acesso aos bairros do município.

Era por volta das 19h quando a mulher e a filha estavam de bicicleta e não perceberam que a aeronave fazia a aproximação para o pouso. O piloto contou em depoimento aos policiais que atenderam a ocorrência que chegou a ver as duas, mas não conseguiu fazer a manobra de desvio.

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informou que a responsabilidade pela manutenção do aeroporto é da prefeitura de Guararapes. Confirmou, ainda, que a homologação do terminal é apenas para operações diurnas, ou seja, a aeronave não tinha autorização para pousar naquele horário.

“No momento, não é possível afirmar sobre possíveis punições. É necessário aguardar o término das apurações sobre o ocorrido”, finalizou a nota.

A Polícia Civil vai já abriu inquérito irá aguardar os laudos periciais para apontar as responsabilidades do acidente. O delegado responsável pelo registro da ocorrência, José Luís Abonizio, disse que nos próximos dias testemunhas serão intimidas a prestar depoimento.

“Vamos ouvir o gestor do aeroporto, o piloto e eventuais testemunhas. Será uma investigação bem completa, que envolverá diversos órgãos, inclusive a Anac”, enfatizou.


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Cidades

Veja também

Empresário que prensou mulher com caminhonete na região é preso em Goiás

Compartilhe esta notícia!Foram 472 dias, o equivalente a um ano, três meses e 17 dias de d…