Compartilhe esta notícia!

Um auxiliar geral de 32 anos foi detido na noite de sexta-feira (29) depois de ser flagrado por policiais militares dirigindo sob suspeita de estar embriagado. O homem recusou a fazer o teste do bafômetro, mas realizou um exame de sangue. Ele teria, ainda, ameaçado de morte os PMs que atenderam a ocorrência. O caso ocorreu durante uma fiscalização de bloqueio na Avenida Joaquim Pompeu de Toledo, em Araçatuba.

Segundo informações do boletim de ocorrência, os policiais faziam uma blitz no local quando deram ordem de parada ao motorista. Ele obedeceu e encostou o veículo VW/Gol. Um dos policiais percebeu que o suspeito apresentava sinais de embriaguez, como olhos avermelhados e odor etílico. Ele foi convidado a fazer o teste do bafômetro, mas recusou. Em vistoria no interior do automóvel também foi encontrada uma porção de maconha. O auxiliar alegou que o entorpecente era para consumo próprio.

Por conta disso, os PMs falaram que o mesmo teria que acompanhá-lo até a delegacia. A partir desse momento, o autor teria começado a fazer ameaças de morte contra os PMs, até mesmo durante o trajeto e já na Central de Flagrantes.  No plantão policial, o homem aceitou a fornecer sangue para um exame mais detalhado.

O delegado plantonista decidiu liberá-lo em seguida, mas determinou a apreensão do carro, já que nenhuma pessoa habilita se apresentou. O caso foi registrado como embriaguez ao volante e porte de droga. Um inquérito foi aberto para dar andamento às investigações. O resultado do laudo deverá ficar pronto nos próximos dias.


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Cidades

Veja também

Empresário que prensou mulher com caminhonete na região é preso em Goiás

Compartilhe esta notícia!Foram 472 dias, o equivalente a um ano, três meses e 17 dias de d…