Compartilhe esta notícia!

Depois de ficar um dia internado na Santa Casa de Araçatuba, um jovem de 26 anos morreu ao ser baleado por dois indivíduos em uma moto no Centro de Lazer do Trabalhador de Guararapes. O crime ocorreu na noite de quinta-feira (14) e a morte foi confirmada na sexta (15). O suspeito de ser o autor dos disparos, um jovem de 19 anos, foi preso em flagrante.

De acordo com informações apuradas pela reportagem, a vítima foi atingida por dois tiros, que atingiram o tórax e o ombro. Policiais militares foram acionados para o atendimento da ocorrência no cruzamento das ruas Eurides Amaral Marques de Oliveira com a Presidente Vargas. Chegando lá, as equipes chamara uma ambulância, que o socorreu até a Santa Casa da cidade. Por conta dos graves ferimentos, o rapaz teve que ser encaminhado para Araçatuba.

Os policiais receberam informações de que os autores estavam em uma motocicleta Honda/CG Titan de cor vermelha e o garupa, que atirou, estava vestido com o uniforme de uma usina sucroalcooleira. Os PMs receberam mais informações do Copom (Central de Operações da Polícia Militar) de que os investigados tinham fugido para a última rua do bairro Vila Medeiros.

As viaturas se deslocaram até o endereço e localizaram a moto, o uniforme da usina, além de dois capacetes. Alguns minutos depois, os policiais descobriram quem poderia ser o suposto autor e foram até a residência onde ele mora, localizada no bairro Clineu de Almeida. Chegando lá, o indiciado recebeu os policiais e foi revistado. Em um primeiro momento, nenhum objeto de ilícito foi localizado com ele.

Acontece que um dos PMs percebeu que havia uma escada erguida que dava acesso ao telhado do imóvel. Ao subir, verificou-se que algumas telhas estavam fora de ordem, o que levantou suspeitas. Ao fazer uma vistoria, o policial encontrou uma arma de calibre 765, uma porção de maconha, pinos contendo cocaína, duas balanças de precisão, dinheiro e outros objetos do tráfico de drogas.

O rapaz assumiu a propriedade e informou que era o responsável por fazer a distribuição de entorpecentes por Guararapes. Sobre os disparos efetuados contra o jovem, ele negou autoria. Mesmo assim, o indiciado foi levado até a delegacia, onde prestou depoimento. O delegado decidiu mantê-lo preso pelo homicídio, tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Ele já está à disposição da Justiça. A Polícia Civil abriu inquérito para dar continuidade às investigações.


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Cidades

Veja também

Cidadania e Humanização são temas de curso para guardas municipais

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA Os 90 guardas civis municipais empos…