DA REDAÇÃO – SÃO PAULO
Dados divulagados pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) nessa semana mostram que as exportações brasileiras de carne bovina in natura e processada caíram 19% em setembro deste ano em comparação com o mesmo mês de 2018. O valume exportado em setembro de 2019 foi de 145.338 toneladas. Quanto às receitas, a queda foi de 13% na mesma comparação, chegando US$ 607,5 milhões. Os dados da Abrafrigo tomaram como base as informações publicadas pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.
“Para a Abrafrigo, ainda não ocorreu reflexo nas exportações das habilitações de 17 novos frigoríficos nas vendas para a China continental, maior cliente brasileiro”, informa a nota divulgada pela associação, ressaltando que as vendas para o continente vêm subindo, mas exportações para Hong Kong têm caído.
O preço médio pago pela tonelada de carne bovina in natura, no entanto, alcançou o maior nível da série histórica no mês passado: US$ 4,24 mil.
No acumulado do ano, a situação ainda é de avanço: o volume embarcado nos nove primeiros meses de 2019 chegou a 1,285 milhão de toneladas, avanço de 10% na comparação anual; e as receitas subiram 5% na mesma comparação, para US$ 4,9 bilhões.
A Abrafrigo projeta que as exportações de carne bovina em 2019 cresçam cerca de 6% ante 2018.

 

Mostrar mais
Carregar mais em Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Secretaria desenvolve produto natural para auxiliar no combate a carrapatos

DA REDAÇÃO – SÃO PAULO Um produto natural com capacidade para combater os carrapatos…