CidadesPlantão Policial

Pedreiro mata rapaz que teria furtado casa por enforcamento

Um crime chamou a atenção de moradores e até mesmo de policiais militares de Araçatuba na madrugada de sábado (05). Um jovem de 19 anos de idade foi morto por enforcamento em uma estrada que liga os bairros São José e Porto Real, na zona norte do município. O próprio autor, de 37 anos, telefonou para a polícia, confessou o assassinato e levou as equipes até o local onde o corpo estava. O motivo foi um furto na casa do indiciado há dias atrás.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o homicídio ocorreu pouco depois da uma hora da manhã. O Copom (Central de Operações da Polícia Militar) recebeu a ligação de Josivaldo Salustiano da Silva. Ele informou que havia acabado de matar um homem e estava em sua residência, localizada na rua Igor Dourado e Castro, no bairro Porto Real, para levar as equipes policiais até o local do crime.

Uma viatura compareceu até a residência e lá encontrou o suspeito. Ele confessou que há alguns dias, a vítima, identificada como Marcos Antonio da Silva Pereira terá furtado sua casa, levando um aparelho celular, além de dinheiro, que seria destinado para o pagamento de pensão alimentícia. O autor descobriu a autoria do furto e convidou a vítima na noite de sexta-feira (04) para tomar cerveja.

Em determinado momento, Silva arrastou Pereira para um pasto e lá o matou enforcado. Ele levou os policiais até o local onde o corpo estava. A área foi toda isolada para o trabalho da perícia técnica. Um laudo deverá ficar pronto em até 30 dias para auxiliar nas investigações. A vítima foi encaminhada para o IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame necroscópico.

O pedreiro recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado até a delegacia, onde prestou depoimento e confirmou novamente todos os fatos. Ele passou por audiência de custódia ontem de manhã e depois foi transferido para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência, onde deverá aguardar vaga em alguma unidade prisional da região. A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento às investigações sobre o ocorrido. De acordo com apuração da reportagem, tanto o investigado quanto a vítima seriam naturais de Alagoas.

 

Comment here