Cidades

Laudo aponta descarte irregular de peixes no Machadinho

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Araçatuba e a Samar divulgaram o laudo sobre a mortandade de peixes no Córrego Machadinho, na altura da Rua Duque de Caxias, após recebimento de denúncia. Ficou comprovado que houve descarte irregular de peixes no local, descartando-se a hipótese de que as mortes possam ter ocorrido por conta de algum tipo de poluição na água.
Segundo a Prefeitura, as equipes percorreram as duas margens do córrego desde a Avenida Brasília até a Rua Antonio Stort, no trecho das obras de prolongamento da Avenida Joaquim Pompeu de Toledo que margeia o corpo d’água. A frente de trabalho da obra está localizada há aproximadamente 500 metros de distância do local onde foram encontrados os peixes.
No percurso foram avistados oito peixes mortos, todos da mesma espécie. Acontece que os funcionários verificaram uma grande quantidade de cardumes de outra espécie nadando sem apresentar dificuldades.
Segundo o assessor executivo da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Lucas Savério Proto, a possibilidade é de que houve um descarte irregular. “O que se pode verificar é que os peixes mortos são tilápias, ou seja, não são da mesma espécie dos peixes nativos do córrego, nem são de uma espécie que ocorre em córregos de corredeiras como este, o que nos leva a acreditar que os peixes mortos foram descartados no local”.
O laudo ainda descreve que a água apresenta coloração e odor característicos considerando a estação climática, com diversos bancos de areia devido ao assoreamento e alguns poços com acúmulo de água, ambos condizentes com a topografia local. Não foram avistados pontos de extravasamento de redes de esgotos, indícios de espuma, material particulado ou oleoso.

Comment here