Compartilhe esta notícia!

Kamilla Cerbino/ABr – BRASÍLIA

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran – DF) começou a fazer testes com um aparelho apelidado de drogômetro, capaz de identificar substâncias psicoativas no organismo dos condutores.
O teste é feito usando a digital do condutor e consegue identificar 15 tipos de drogas, entre elas crack, cocaína e ecstasy. O aparelho será testado em operações da Lei Seca no Distrito Federal.
De acordo com o Diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran, Francisco Saraiva, o Brasil é um dos primeiros países americanos a usar esse aparelho. Ele destaca que o drogômetro está em fases de testes, por isso os condutores ainda não poderão ser autuados pelo uso de drogas ilícitas. “No momento estamos passando pela fase de testes, onde o cidadão é convidado a fazer o teste. Não é obrigatório”.
Durante blitz educativa em Brasília, foram feitas 15 avaliações. Um condutor apresentou resultado positivo para o consumo de droga. O motorista foi orientado a chamar outro condutor habilitado para retirar o veículo.
Segundo Saraiva, o drogômetro deve ser regulamentado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) até o final de 2019. A partir de então, o condutor poderá ser autuado por dirigir sob a influência de substância psicoativa que determine dependência.
O diretor destaca que 48% das pessoas que morreram no trânsito no Distrito Federal em 2018 haviam consumido álcool ou drogas. “O Detran utiliza este tipo de equipamento por que justifica o combate, para que diminua a quantidade de acidentes fatais no trânsito”.


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Brasil

Veja também

Dois homens são presos durante operação contra o tráfico na região

Compartilhe esta notícia!Policiais militares e civis de Pereira Barreto realizaram na tard…