Compartilhe esta notícia!

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Andradina investiga o assassinato do jovem Wellington da Silva, de 27 anos de idade. Ele foi morto a tiros quando chegava à residência onde mora, no bairro Vila Mineira. A polícia trabalha com a hipótese de que a morte tenha sido em consequência da guerra de gangues no município.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o homicídio ocorreu por volta das duas horas da manhã. Silva trabalhava em um frigorífico na cidade e havia terminado o turno de serviço naquele horário. A vítima voltava para casa de bicicleta quando, pela rua Regente Feijó, foi surpreendido e baleado à queima roupa.

Ainda não se sabe sobre a autoria do assassinato e nem quantos participaram. Nenhuma testemunha foi localizada para repassar mais informações a respeito do que pode ter acontecido e as características físicas do atirador. O rapaz chegou a ser socorrido com vida por uma unidade do Resgate até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas não resistiu aos ferimentos e morreu alguns minutos depois.

GANGUES

As investigações são comandadas pelo delegado da DIG Marcelo da Silva Zompero. A principal hipótese é a de que o crime tenha sido motivado pela guerra das gangues na cidade. Acontece que a vítima não tinha nenhuma passagem criminal, por isso, existe até mesmo a suspeita de que os autores a escolheram aleatoriamente, justamente por ser moradora do bairro Vila Mineira. Um inquérito foi aberto para dar andamento às investigações sobre o caso.


Compartilhe esta notícia!