Compartilhe esta notícia!

Um administrador de empresas de 72 anos de idade procurou a Central de Flagrantes de Araçatuba, no início da noite de quinta-feira (29), depois de cair no golpe da clonagem do WhatsApp. Até a hora que ele compareceu à delegacia para fazer o registro da ocorrência, nenhum contato havia feito depósitos em dinheiro na conta do estelionatário.

A vítima contou em depoimento aos investigadores que fez o anúncio da venda de um veículo em um site pela internet e alguns minutos depois recebeu a ligação de um número desconhecido. Do outro lado da linha, um homem se identificou como funcionário do referido site e informou que o declarante iria receber um código de confirmação para que o anúncio fosse efetivado.

Sem desconfiar de nada até então, o idoso recebeu o código e a partir do momento que o inseriu, conforme orientação do golpista, percebeu que o seu WhatsApp desativou. Foi questão de tempo para ele receber a ligação do filho, que queria saber o motivo pelo qual estava pedindo dinheiro. Foi, então, que o homem descobriu que tudo não passava de um golpe.

Outras pessoas entraram em contato com a vítima pedindo informação se aquela solicitação era verdadeira. Na delegacia, a Polícia Civil registrou o caso como invasão de dispositivo informático e abriu inquérito pelo primeiro distrito policial do município para dar continuidade às investigações. Até no fechamento dessa edição, não havia informação de que alguém pudesse ter feito algum depósito na conta bancária do criminoso. O suspeito ainda não foi identificado.


Compartilhe esta notícia!