BrasilCidadesEsportesInternacional

Brasil pode ser campeão sem tomar gols, um feito inédito; Peru tenta terceiro título

DA REDAÇÃO – SÃO PAULO

Brasil e Peru se enfentam neste domingo, a partir das 17h, no Maracanã, no jogo que marca a final da Copa América, a mais antiga competição entre seleções de futebol, iniciada em 1916. Se o Brasil vencer, será o nono título de campeão. Se a vitória ficar com o Peru, será o terceiro troféu. Pela primeira vez, a Seleção Canarinho poderá chegar ao título com uma defesa invicta, pois não tomou gol nos cinco jogos disputados. Caso a partida termine empatada, haverá prorrogação de 30 minutos e, persistindo a igualdade, o campeão será conhecido nos pênaltis. O duelo deste domingo será transmitido pela Globo e SporTV.
A Seleção Brasileira teve a presença de praticamente todos os jogadores no penúltimo treino antes da final. Filipe Luís e Alisson, principais preocupações da comissão técnica, voltaram a campo depois de serem poupados ontem e aumentam a chance de estarem entre os titulares neste domingo. O lateral esquerdo reclamou de dores musculares durante o jogo contra o Paraguai, não enfrentou a Argentina e fez um trabalho especial na última quinta-feira. Na sexta, participou de todo o treinamento.
A Seleção Brasileira está perto de fazer história. O Brasil pode levantar o troféu da Copa América pela primeira vez sem sofrer gols.O possível feito tem como base o ótimo momento defensivo. Com a segurança passada por Thiago Silva e Marquinhos, companheiros de Paris Saint- Germain, e a fase primorosa de Alisson, a Seleção se manteve intransponível nos cinco jogos da competição até aqui (Bolívia, Venezuela, Peru, Paraguai e Argentina).
Nas laterais direita e esquerda, respectivamente, Daniel Alves e Filipe Luís (Alex Sandro, na semifinal) têm cumprido com êxito suas funções defensivas, dando sustento ao esquema sólido montado por Tite, fato visto por Lionel Messi, que não conseguiu levar a Argentina às redes. Nas oito conquistas brasileiras ao longo das edições da Copa América, a melhor defesa canarinho aconteceu em 1989, quando, em sete jogos, sofreu apenas um gol, contra a Venezuela, na estreia. Coincidentemente, o torneio também foi disputado em casa.

PERU
Na fase de grupos, o Brasil goleou o Peru por 5 a 0, mas tanto o elenco quanto o técnico Ricardo Gareca garantem que neste domingo as “coisas serão diferentes”. A seleção peruana se classificou em terceiro lugar do Grupo A (foram para as quartas de final os dois primeiros de cada um dos três grupos e os dois melhores terceiros lugares), mas ganhou confiança ao eliminar o favorito Uruguai de Cavani e Suárez nos pênaltis, depois de empate sem gols no tempo normal.
Contra o Chile, não só o ataque teve grande desempenho mas a atuação do goleiro Gallese foi decisiva para a vitória por 3 a 0 e pela vaga na final. Uma preocupação do técnico Ricardo Gareca é o meia Edison Flores, que deixou o jogo contra o Chile com dores no tornozelo direito.
Flores, que anotou um gol na vitória por 3 a 0, deixou o campo para a entrada de Gonzáles. Caso Flores não tenha condições de jogo, seu substituto será Gonzáles.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL:
Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luis (Alex Sandro); Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Gabriel Jesus, Firmino e Everton Cebolinha.
Técnico: Tite

PERU:
Gallese; Advincula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Yotún, Carrillo e Cueva, Flores (Gonzáles) e Guerrero.
Técnico: Ricardo Gareca

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 17h
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Televisão: Globo e SporTV

B1 GUERRERO.jpg

Comment here