Cidades

Centro de Castração de Penápolis será inaugurado neste mês

Finalizando os últimos detalhes da obra, o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) será entregue à comunidade no próximo no dia 29 deste mês, um sábado, às 09h. Já na segunda-feira seguinte, dia 1º de julho, o atendimento veterinário será feito em nova sede.
Atualmente o serviço é realizado na sede do Serviço de Vigilância Epidemiológica que também passou por reformas em 2018. Porém o local não oferecia espaço adequado e amplo para o atendimento médico veterinário, incluindo as cirurgias e castrações dos animais.
A Secretaria de Obras e Serviços está na fase final de trabalho, executando alguns reparos de pintura, após a instalação do forro do prédio. “A previsão é que até hoje a gente finalize todos os trabalhos, para a limpeza e organização do prédio, por parte da Secretaria de Saúde”, afirmou o chefe do Serviço de Infraestrutura Urbana, César Rodrigues Borges.
A construção do CCZ é um investimento de aproximadamente R$115 mil, bancados com recursos próprios da Secretaria Municipal de Saúde. O projeto aproveitou uma estrutura metálica já existente do recinto. “Para o projeto, seguimos as orientações dos profissionais da área, de acordo com as necessidades para a execução dos serviços”, contou Borges.
O prédio tem uma recepção, duas salas para médico veterinário, copa, almoxarifado, gatil, sala de vacina, canil, sala de observação, sala de cirurgia, autoclave, expurgo, vestiários e banheiros acessíveis, além de abrigo para lixo. São 300 metros quadrados de construção, com piso cerâmico e forração em PVC.
“O Centro de Controle de Zoonoses é uma reivindicação bastante antiga por parte da população. O novo equipamento traz uma excelente estrutura para o atendimento veterinário, para animais de pequeno e grande porte. Além do serviço de castração gratuita, o principal objetivo do CCZ é o controle das doenças transmitidas pelos animais aos humanos, como a raiva e a leishmaniose”, destacou.
No local também será feito o tratamento de animais de grande porte, como os cavalos, que são apreendidos por estarem soltos em via pública. “No primeiro momento, os animais ficam no local, onde terão sua saúde avaliada, para depois serem encaminhados para local adequado”, explicou o secretário.

Da Redação
Penápolis

Comment here