BrasilCidadesMundoTechnology

Transferência de Tecnologia para fortalecer a Agricultura de Baixo Carbono

Lisley Silvério – São Paulo

O Governo de São Paulo criou, ao fim de março de 2016, o Grupo Gestor do Plano Estadual da Agricultura de Baixo Carbono, a internalização paulista do Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura, abreviado como Plano ABC. A iniciativa será apresentada na Agrishow 2019, em Ribeirão Preto, que será realizada de 29 de abril a 3 de maio.
Comprometidos com a produção agropecuária sustentável, três pesquisadores do IZ/Apta são integrantes do Grupo Gestor do Plano ABC, que buscará alternativas para fortalecer a agricultura de baixo carbono, a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), o plantio direto, as novas tecnologias de recuperação de áreas degradadas, os cuidados para evitar o assoreamento de cursos d’água e o avanço tecnológico da irrigação.
O escopo amplo do Plano ABC é atender ao compromisso assumido pelo país junto à comunidade internacional para mitigar a emissão de gases de efeito estufa (GEE) pela agricultura. É um plano setorial do Governo Federal, que tem por finalidade organizar e planejar a adoção das tecnologias de produção sustentáveis pela agropecuária brasileira.
Dos sete programas do Plano ABC, seis deles tem como objetivo apoiar a adoção de tecnologias de mitigação de GEE: Recuperação de Pastagens Degradadas, Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e Sistemas Agroflorestais (SAFs), Sistema Plantio Direto (SPD), Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN), Florestas Plantadas e Tratamento de Dejetos Animais. O sétimo programa propõe ações de adaptação às mudanças climáticas.
No setor agrícola, a proposta é fortalecer o Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC) como a principal estratégia para o desenvolvimento sustentável na agricultura, inclusive por meio da restauração adicional de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas até 2030 e pelo incremento de 5 milhões de hectares de sistemas de integração lavoura-pecuária-florestas (ILPF) até 2030.
O Programa de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) é uma ação da SAA realizada por meio dos polos regionais e de institutos de pesquisa da APTA e da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral.
Neste ano de 2019, o IZ e a Apta Regional em Andradina realizarão eventos de capacitação abordando a Recuperação de Pastagens e a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta. Um dos propósitos do Plano ABC está na transferência do conhecimento, buscando a harmonia entre meio ambiente e agricultura, entre geração de emprego e renda e preservação ambiental.
O evento visa capacitar técnicos, extensionistas e pesquisadores da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Além da capacitação de técnicos de outras entidades participantes do Grupo Gestor Estadual do Plano ABC
O desafio está sempre em encontrar soluções viáveis para mitigar os efeitos das emissões dos GEE da agropecuária paulista.

Comment here