Cidades

Setor de Saúde quer colaboração da população para lutar contra a dengue

Seja em qualquer estação do ano, sem os cuidados dentro das casas, municípios podem enfrentar uma epidemia da dengue. Cidades da região sofrem com a doença e para evitar novos casos em Buritama, o Departamento de Saúde atua para eliminar os focos do mosquito Aedes aegypti. Ações de prevenção já acontecem desde o início do ano e os agentes de saúde em parceria com funcionários da Divisão de Vigilâncias buscam orientar os moradores para os cuidados dentro das residências.
O tema deste mês é “5 minutos por dia são valiosos na luta contra a dengue”. A meta é mostrar aos moradores que neste tempo é possível avaliar a moradia e evitar focos do mosquito. Segundo o diretor de Saúde, Edilson Carlos Paiva, qualquer local que possa juntar água limpa e parada é um foco do mosquito Aedes aegypti: pratos de vasos de plantas, caixas d’água mal tampadas, latas, garrafas, plásticos, cacos, pneus, piscinas sem tratamento da água, calhas etc. Dados mostram que 90% dos focos do mosquito são domésticos.
De acordo com o diretor, a conscientização é o principal fator para evitar novos casos da doença. Dados do Departamento de Saúde apontam 23 casos positivos, 58 negativos e 33 pessoas aguardam resultados ou coleta. Já foram feitas 114 notificações na cidade. “Convocamos a população para essa batalha. Somente vamos vencer se a população participar da ação. A situação se agrava, se uma pessoa deixar de fazer sua parte. Não tenho dúvida que o trabalho desenvolvido e a adesão da comunidade serão os pilares dessa luta. Recebam bem os trabalhadores da saúde. Colaborem com o trabalho. Estimulem seus vizinhos e parentes. Lutem conosco. A participação de todos é muito importante para combater o mosquito Aedes aegypti”, concluiu Edilson.

Como evitar
Coloque areia no prato das plantas ou troque a água uma vez por semana. Mas não basta esvaziar o recipiente. É preciso esfregá-lo, para retirar os ovos do mosquito depositados na superfície da parede interna, pouco acima do nível da água. O mesmo vale para qualquer recipiente com água.
Pneus velhos devem ser furados e guardados com cobertura ou recolhidos pela limpeza pública. Garrafas pet e outros recipientes vazios também devem ser entregues à limpeza pública. Vasos e baldes vazios devem ser colocados de boca para baixo. Limpe diariamente as cubas de bebedouros de água mineral e de água comum. Seque as áreas que acumulem águas de chuva. Tampe as caixas d’água.

DA REDAÇÃO
Buritama

Comment here