Funcionários de comércio são feitos reféns durante assalto

Mais um roubo a estabelecimento comercial foi registrado em Araçatuba. Duas vítimas foram feitas reféns por um indivíduo desconhecido na rua Humberto Bergamaschi, no bairro Vila Industrial. O caso foi registrado na Central de Flagrantes na tarde de quarta-feira (10).

Segundo informações do boletim de ocorrência, uma monitora de 32 anos estava no horário do almoço no momento do assalto. O suspeito entrou no comércio e pediu um copo d’agua. Sem desconfiar de nada até então, a vítima atendeu o pedido do rapaz. Ele tomou a água e foi embora.

Alguns minutos depois, o mesmo homem voltou ao estabelecimento, dessa vez armado com um revólver e anunciou o assalto. Ele fez diversas ameaças à vítima e a obrigou entregar o aparelho celular. Com medo do que pudesse acontecer, a monitora acabou entregando.

Não satisfeito, o bandido foi até os fundos onde estava o proprietário do comércio, de 48 anos, e também roubou o celular dele. Antes de fugir, o criminoso obrigou que as vítimas fossem até os fundos e ficassem lá até ele conseguir ir embora, caso contrário as mataria.

O indiciado fugiu e até o fechamento desta edição não havia sido localizado. Policiais militares que faziam patrulhamento nas imediações chegaram a ser acionados, mas não conseguiram encontrar o suspeito. Não há informações de que tenha sido levada alguma quantia em dinheiro.

A Polícia Civil de Araçatuba abriu inquérito para investigar o caso pelo terceiro distrito policial do município. A partir de agora, os investigadores tentarão encontrar imagens de câmeras de segurança nas imediações que possam auxiliar nas apurações do assalto e na identificação do bandido.

ONDA DE ASSALTOS

Esse não foi o único caso registrado em Araçatuba nos últimos dias. Há uma semana, um estabelecimento especializado no conserto de eletroeletrônicos e eletrodomésticos também foi alvo de criminosos na região central do município. Na ocasião foram levados mais de nove mil reais em dinheiro.

Dois indivíduos desconhecidos chegaram em uma motocicleta. O condutor parou do outro lado da rua, enquanto o segundo desceu da moto e sem tirar o capacete entrou no estabelecimento comercial.

Logo em seguida, o suspeito sacou um revólver e anunciou o assalto. Ele foi direto a uma mesa onde o pagamento dos funcionários é feito e fez diversas ameaças à vítima. O aposentado levantou a mão e nesse momento foi agredido por diversas coronhadas na cabeça. O bandido ainda deu um tiro para o alto, na tentativa de intimidação.

Na sequência, o indiciado pegou um saco plástico onde estava guardado todo o dinheiro do pagamento, aproximadamente R$ 9.300,00 e fugiu tranquilamente, como se nada tivesse acontecido. O caso também é investigado e até agora ninguém foi preso.

você pode gostar também