Deputados de fora prometem não deixar a região ‘órfã’ de representatividade

Eles são chamados, ironicamente, de “forasteiros” pelos candidatos da região de Araçatuba. Mas, com apoio dos próprios políticos dessa fatia do Estado, obtiveram votos que ajudaram a renovar seus mandatos na Câmara federal ou na Assembleia Legislativa. Ou, ainda, conquistar a vaga em uma dessas casas parlamentares pela primeira vez.
Passada a disputa eleitoral, a população quer saber de compromisso. Ontem, dois dias após o pleito de domingo, quando se sagraram vitoriosos, a reportagem de O LIBERAL REGIONAL conversou com deputados estaduais e federais de diferentes localidades de São Paulo que obtiveram expressiva votação na região.
Todos prometeram apoio na conquista de recursos e demais benfeitorias junto ao Estado ou à União para os 43 municípios. Enfim, uma presença que pode servir de “consolo” para o fato de, mais uma vez, a região de Araçatuba não ter feito nenhum representante para atuar em Brasília – no legislativo paulista, apenas Roque Barbiere (PTB), de Birigui, foi eleito. O petebista irá tomar posse, em 2019, para seu oitavo mandato na Casa.

CRESCIMENTO
Reeleito para seu segundo mandato, o deputado federal Fausto Pinato (PP) admite que sua responsabilidade com a região aumenta. Na eleição deste ano, sua votação registrou um crescimento estrondoso em relação a 2014.
Dos 22.097 votos conquistados há quatro anos, ele passou para 118.684 em 2018. Foi um dos mais votados em todo o Estado. Somente entre as 43 cidades da região de Araçatuba, ele recebeu 18.994 votos.
Por isso, o político de Fernandópolis que estudou em Araçatuba não hesita em dizer de modo enfático: “Eu sou o deputado federal da região de Araçatuba”. Ele prometeu manter parceria com todos os prefeitos do território. “Sempre ajudei e vou continuar ajudando”, disse, por meio de sua assessoria.
Pinato, em Araçatuba, teve o prefeito Dilador Borges (PSDB) como um de seus principais cabos eleitorais. O motivo? Cerca de R$ 7 milhões conquistados em recursos federais, vias emendas parlamentares, para a cidade durante o governo tucano.

BIRIGUI
Outro reeleito para a Câmara federal, Vanderlei Macris (PSDB) garante que, lá de Brasília, não deixará de olhar por Birigui. Mais uma vez, a capital nacional do calçado infantil lhe ajudou a continuar na Casa: 2.375 votos, puxados por cabos eleitorais como o ex-prefeito Wilson Borini e o vereador José Fermino Grosso, ambos do DEM. “Tenho uma parceria com a cidade, especialmente na saúde, onde conheço muitas demandas. Tenho condições de apresentar emendas, viabilizando recursos e, assim, ajudar a cidade”, diz o tucano, que, em Araçatuba, tinha apoio do vereador Almir Fernandes Lima (PSDB).

PRIMEIRA VEZ
Eleito para seu primeiro mandato de deputado federal, o jurista e professor Luiz Flávio Gomes (PSB) afirma ter planos para Araçatuba. Na cidade, onde fez campanha dobrando com a vice-prefeita Edna Flor (PPS), candidata a deputada estadual e sua colega de bancos universitários, professor Luiz Flavio recebeu 1.211 votos.
“Quero trabalhar em consonância com o prefeito e a vice-prefeita. Meu gabinete estará aberto para Araçatuba”” disse. “Araçatuba é uma região muito importante. Vou reconhecê-la como uma das minhas bases. Por aqui, vamos tentar amenizar a grande aflição da população, que é a geração de empregos, um problema também de todo o País. Vamos trabalhar uma política industrial, para isso”, disse.

SAÚDE
Já na Assembleia Legislativa, além de Roquinho, dentre os parlamentares com atuação regional, quem promete manter a parceria com os municípios é o deputado Reinaldo Alguz (PV), de Dracena.
Em Araçatuba, um dos apoiadores de sua campanha foi o vereador Lucas Zanatta (PV). “As prefeituras da região podem ter certeza que vou dar continuidade ao meu trabalho, sendo parceiro em tudo o que a população precisa”, assegurou.

ARNON GOMES
Araçatuba

você pode gostar também