PSL e PT elegem as maiores bancadas da Câmara dos Deputados

O PT e o PSL despontaram das urnas neste domingo com as maiores bancadas para a Câmara dos Deputados nos próximos quatro anos. O PT, que em 2014 elegeu 69 deputados, continua com uma grande bancada, mas perdeu representação, ficando com 56 deputados. O maior crescimento foi do PSL, que saiu de 1 deputado eleito em 2014 para 52.
O MDB – que hoje ocupa a presidência da República com Michel Temer – perdeu quase a metade do espaço que tinha em 2014, quando elegeu 65 deputados. A bancada terá 34 parlamentares.
O Partido Novo, que estreou nas eleições de 2018, conseguiu 8 deputados. A nova Câmara continua marcada pela fragmentação partidária. São 30 legendas com representação no Parlamento.
O tamanho das bancadas é fundamental na atuação parlamentar. O maior partido ou bloco tem peso na escolha dos cargos mais importantes da Casa, como a presidência da Câmara e da Comissão de Constituição e Justiça.
Até fevereiro de 2019, quando os deputados tomam posse, os partidos ainda podem se aliar em blocos para ajustar a atuação parlamentar de acordo com o resultado da eleição para presidente da República.

RECORDISTAS DE VOTOS
Os candidatos a deputado federal mais votados no país este ano são do PSL de São Paulo. Euardo Bolsonaro obteve 1.843.735 votos e a jornalista Joice Hasselmann obteve 1.078.666. O PSL de São Paulo fez também deputada estadual mais votada da história do Brasil, a advogada Janaína Paschoal, que recebeu 2.060.786 votos.

DA REDAÇÃO
Araçatuba

você pode gostar também