Birigui quer implantar sistema informatizado para localização de sepulturas

Nos cemitérios de muitos municípios, uma das dificuldades encontradas por diferentes famílias é encontrar e identificar, de forma segura, os jazigos de seus parentes que já se foram.

Foi pensando nessa realidade que, em Birigui, o prefeito Cristiano Salmeirão (PTB) encaminhou à Câmara projeto que prevê a implantação de sistema de informatização, mapeamentos e geolocalização de jazigos, capelas, velórios, ossuários, crematórios e outras estruturas dos cemitérios públicos municipais.

O texto vai à votação do vereadores na sessão desta noite, contando com pareceres favoráveis de todas as comissões por onde passou no Legislativo.

COMO FUNCIONARÁ

O prefeito acredita que a sistematização dessas informações poderá promover frentes de manutenção e visitações às estruturas, além de facilitar a identificação de necessidades de reparos, reformas e melhoria nos cemitérios.

A lei proposta pelo chefe do Executivo quer garantir ao município a permissão para a realização de parcerias ou concessões com empresas do ramo para o desenvolvimento do sistema de mapeamento. A ideia é que as empresas contratadas pela Prefeitura para a execução deste projeto tenham acesso aos bancos de dados existentes nos cemitérios municipais.

De acordo com a matéria, a plataforma de dados mapeados busca atender às famílias, que terão acesso individual, podendo interagir com as informações do sistema num formato de rede.

Com isso, o site oficial do município passará a contar com o link “cemitérios”, onde estarão todas as informações sobre documentação, localização, data de falecimento, nome do responsável, número da ala, campa ou entidade. O acesso também poderá ser feito direto no App da plataforma.

“A organização desse cadastro e banco de dados poderá integrar a outros sistemas de dados e controles do município, ampliando a rede de informações e elevando a oferta de serviços relacionados a cidadania que atendam a população de Birigui”, diz Salmeirão na justificativa da proposta, que foi apresentada após ele receber indicação para a implantação desse sistema do presidente da Câmara, o vereador Vadão da Farmácia (PTB).

você pode gostar também