84 PESSOAS SÃO PRESAS DURANTE MEGAOPERAÇÃO NA REGIÃO

As Polícias Civil e Militar da região de Araçatuba participaram durante toda a quinta-feira (12) de uma megaoperação desencadeada em todo o estado de São Paulo para cumprir mandados de prisão em aberto pela Justiça. Na área do Deinter-10, que englobas as sub-regiões de Araçatuba e Andradina. No total, 84 pessoas foram presas.

Os números foram apresentados no fim da tarde de ontem em uma entrevista coletiva à imprensa realizada a sede do CP1-10 (Comando de Policiamento do Interior). Participaram da entrevista o delegado da Polícia Civil Marcelo Curi e o Major da PM Luiz Araújo.

Os trabalhos começaram logo nas primeiras horas da manhã em centenas de municípios paulistas. Na região de Araçatuba foram empenhadas 59 viaturas da Polícia Civil e 173 policiais. Já a Polícia Militar utilizou um efetivo de 175 PMs, 63 viaturas policiais, além do apoio do helicóptero Águia.

Ao todo, 84 pessoas foram presas, sendo doze em situação de flagrante. Deste número, dois eram adolescentes e cinco eram mulheres. De toda a quantidade, 33 pessoas foram presas por mandados de prisão por questões criminais e 39 por processo cível, principalmente a falta de pagamento de pensão alimentícia.

Ainda durante os trabalhos, foram apreendidos um revólver de calibre 32 em Rubiácea, 32,8 gramas de maconha, três pés do mesmo entorpecente, além de 9,78 gramas de haxixe. As duas ocorrências de tráfico de drogas foram registradas em Ilha Solteira e Valparaíso. Para a polícia, a operação foi classificada como positiva.

“É uma operação em cooperação entre a Polícia Militar e Civil, realizada em todo o Estado, com o objetivo de tirar essas pessoas que estão com os seus mandados em aberto de circulação. Isso acaba refletindo bem nos indicadores criminais, principalmente aquelas pessoas que foram presas por mandados criminais, já que elas têm a prática reiterada de delitos”, informou o major Luiz Araújo.

Apesar da grande quantidade de detidos, alguns mandados ainda não foram cumpridos. Por esse motivo, outras operações do tipo poderão ser desencadeadas nos próximos dias, justamente para dar cumprimento às decisões judiciais que continuaram abertas. “Vamos trabalhar nos próximos dias a esses mandados. A operação se encerrou por conta do horário, mas não vamos desistir de cumpri-los nos próximos dias”, informou Marcelo Curi.

CADEIAS

A grande preocupação da polícia era justamente as transferências de todos os presos para as cadeias as região, por conta que três delas encontram-se fechadas. Foi feita uma reunião com representantes da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) para dar solução ao problema.

“A região de Araçatuba só tem uma cadeia pública (Penápolis). Grande parte será incluída na SAP e a outra transferida para outras regiões. As mulheres já foram para a cadeia de Dracena e os homens foram divididos em várias cadeias da região do Deinter-5, em São José do Rio Preto. A nossa região enfrenta uma situação atípica em relação às cadeias, por isso, uma compensa a outra, enfatizou o delegado da Polícia Civil.

ILHA SOLTEIRA

O caso que mais chamou a atenção das autoridades foi em Ilha Solteira, município a 165 quilômetros de Araçatuba. Dez pessoas foram detidas em flagrante, sendo oito maiores e dois adolescentes. A Justiça expediu mandado de busca e apreensão em uma república de estudantes universitários, localizada no Passeio Barbacena.

Chegando lá, os policiais localizaram maconha, três pés do entorpecente, R$ 2.300,00 em dinheiro, além de outros objetos utilizados no tráfico de drogas. Os dez envolvidos foram detidos e encaminhados até a delegacia local, onde foram autuados em flagrante. Eles irão responder por tráfico de drogas e associação ao tráfico.

você pode gostar também