APOSENTADA PERDE R$ 19 MIL NO GOLPE DO ‘FALSO’ NAMORADO

Uma aposentada de 59 anos perdeu quase R$ 20 mil após cair no golpe do falso namorado. O estelionatário se passou por um norte-americano e disse que estava enfrentando problemas na viagem ao Brasil e, por isso, precisava da quantia. Para a polícia, casos desse tipo estão se tornando cada vez mais comuns em Araçatuba.

A vítima procurou a delegacia no fim da tarde de segunda-feira (10). Ela contou em depoimento aos investigadores que há aproximadamente dois anos conheceu um homem, identificado como Dart Richard Johny, por uma rede social. Desde então, os dois começaram a trocar mensagens e a manter um contato frequente.

O estelionatário disse que era norte-americano e trabalhava no Exército dos Estados Unidos. Depois de certo tempo, a declarante passou a ter um relacionamento à distância com o criminoso, sem desconfiar de nada até então. Nos últimos meses, o homem sempre dizia da vontade de conhecer a vítima pessoalmente e viajar para o Brasil.

Nos últimos dias, ele disse à aposentada que viajaria e os dois passaram a planejar a chegada. Acontece que o ‘falso’ norte-americano entrou em contato com a mulher dizendo que uma de suas malas, onde carregava todo o dinheiro, teria sido extraviada e precisava pagar a alfândega com o valor perdido. Ele, então, pediu a quantia emprestada à aposentada e informou que iria pagá-la assim que chegasse ao país.

Sem nenhuma desconfiança, a declarante passou a fazer diversos depósitos bancários na conta de uma mulher. O valor total chegou a R$ 19 mil. Na sequência, a mulher tentou por diversas vezes entrar em contato com o suspeito, mas ele já não respondia. Foi a partir de então que ela percebeu que tudo não havia passado de um golpe.

INVESTIGAÇÃO

Esse tipo de crime tem se tornado cada vez mais comum em Araçatuba. De acordo com o delegado da Polícia Civil Getúlio Nardo, os bandidos aproveitam do ambiente virtual e fazem diversas vítimas, sempre tentando angariar a confiança delas.

“Esses estelionatários saem em contato com diversas pessoas, até conseguirem encontrar alguém que acredita na história e passa a tentar ganhar a confiança dela. Tudo é falso, desde o perfil nas redes sociais e as fotos, por isso sempre é bom se atentar a esses pequenos detalhes”, informou.

Além disso, segundo o delegado, nunca a pessoa pode fazer depósito em dinheiro para uma pessoa que não conhece. “Nunca se deve fazer depósitos bancários. Esses estelionatários aliciam as vítimas e além da parte amorosa, sempre oferecem algum tipo de vantagem em troca”, disse.

Depois que o depósito é feito, uma longa e difícil investigação é iniciada pela Polícia Civil. “O que dificulta bastante na investigação desse tipo de caso é analisar os perfis, já que são falsos. Então, tentamos colher os dados bancários que foram disponibilizados pelos criminosos para os depósitos. Mesmo assim, é muito difícil de se chegar até ao autor, pois muitas vezes eles usam contas em nomes de ‘laranjas’”, complementou.

O caso da aposentada já está sendo investigado pelo setor de inteligência da Polícia Civil de Araçatuba. Um inquérito foi aberto pelo quarto distrito policial do município, que dará andamento às apurações. Até o fechamento desta edição, nenhum suspeito havia sido identificado. O dinheiro depositado na conta de terceiros também não foi recuperado.

você pode gostar também