BRASIL COM TRAÇOS DE UM JAPÃO FLORIDO

A cerejeira é a árvore símbolo do Japão e tornou-se marca dos descendentes da comunidade nipônica que se espalhou pelo Brasil. Por aqui, a tradição asiática de contemplar o florescer rosado da Sakura (ou cerejeira, em português) também virou festa: em pleno inverno brasileiro, a cor e delicadeza das flores criam um cenário perfeito para o turismo.

Grandes e pequenas cidades com traços de imigrantes nipônicos promovem festivais culturais para marcar o período e encantar os turistas, aproximando os costumes japoneses dos brasileiros. Alguns deles estão registrados no Calendário Nacional de Eventos do Ministério do Turismo.

Segundo o coordenador-geral de produtos Turísticos do MTur, Cristiano Borges, o calendário mostra que os destinos estão aproveitando acontecimentos naturais e laços culturais para criar programações e produtos turísticos únicos: “o mercado está cada vez mais atento a isso, criando atrações que reúnem cultura, natureza e turismo. Além de oferecer ao turista uma experiência singular, as cidades criam ferramentas para combater a sazonalidade do setor, que envolve dezenas de atividades econômicas e gera emprego e renda”. Para se ter uma ideia, só o turismo cultural representa 10% da motivação dos turistas estrangeiros que vêm ao Brasil a lazer.

A florada das cerejeiras anuncia a chegada da primavera e dura poucas semanas. Mas dá tempo contemplar.

SÃO PAULO (SP)
A 40ª Festa das Cerejeiras Parque do Carmo, no bairro de Itaquera, começou na sexta-feira (3) e foi até domingo (5). Todos os anos, a comunidade descendente que vive na região realiza o hanami – costume tradicional japonês de contemplação da beleza das flores -, aproximando os participantes das árvores. O vento do inverno espalha o colorido pelo chão e deixa a paisagem ainda mais bonita. Além do encanto natural, shows e comidas típicas embalaram a diversão dos apreciadores.

PETRÓPOLIS (RJ)
A cidade realiza anualmente o festival Bunka-Sai, que começou na quarta-feira (1º) e se estendeu até domingo (5). Em 2018, o evento celebrou os 110 anos da imigração japonesa com apresentações musicais, teatrais, gastronomia e produtos típicos japoneses. A festa é uma maneira de valorizar a cultura nipônica na cidade, além de movimentar o turismo na região.

LINS (SP)
Jantares temáticos, workshop de etiqueta japonesa, oficinas de origami, artes marciais, shows artísticos e muita tradição japonesa vão marcar a XI Semana da Cultura Japonesa em Lins, que acontece em dez dias de programação, que foi aberta na quinta-feira (2). As atrações são para todas as idades e reúnem moradores e turistas.

CAMPOS DO JORDÃO (SP)
Centenas de pessoas participam, todos os anos, da apreciação da floração das cerejeiras no tradicional destino de inverno do país. Desta vez, a Festa da Cerejeira em Flor está sendo desenvolvida em dois fins de semana. O primeio foi nos dias 4 e 5 e vai continuar nos dias 11 e 12, movimentando, nos dois fins de semana, turistas que querem vivenciar um pouco da cultura japonesa. A festa é beneficente e toda a renda arrecadada contribui na manutenção de uma instituição que cuida de pessoas idosas.

Da Redação

você pode gostar também