ETE PEREIRA JORDÃO AMPLIA TRATAMENTO DE ESGOTO

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Pereira Jordão foi uma das principais obras da Águas Andradina no último ano – um marco histórico no saneamento básico do município e que faz parte do programa de adequação das estações existentes da concessionária na cidade.

Desde dezembro, o local recebe o esgoto do Pereira Jordão e, a partir deste mês, já está preparada para receber o esgotamento da bacia do Figueira, que engloba os bairros Jardim Europa, Otávio Minholi e São Lourenço. Com isso, a ETE atenderá 30 mil moradores da cidade.

Quando a Águas Andradina assumiu a operação da ETE, o local precisou passar por uma série de adequações. O primeiro passo foi retirar todo o resíduo acumulado em muitos anos de operação, os quais foram encaminhados para um local licenciado conforme os padrões exigidos pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Após a limpeza, foi feita a terraplanagem e a construção da infraestrutura para impermeabilização com as lonas de PEAD. “Assim, o esgoto não tem mais contato com o solo, sendo tratado e encaminhado para destinação final sem contaminar o meio-ambiente”, conta o engenheiro da empresa, Gustavo Carneiro.

Depois desta etapa, as lagoas passaram a receber e a tratar o esgoto gerado pelos moradores do Pereira Jordão por meio do sistema australiano com três lagoas divididas em uma anaeróbia e duas facultativas, passando a ter uma área total de 82 mil metros quadrados de lagoas de tratamento.

Hoje, em pleno funcionamento, a ETE atende os padrões exigidos pela legislação ambiental vigente. Agora, os investimentos estão concentrados nas obras urbanísticas do espaço, visando o acesso e a operação da unidade até o final de plano.

Da Redação

você pode gostar também