TAMIKO INTENSIFICA ESFORÇOS PARA INSTALAÇÃO DA QUARTA VARA

A prefeita de Andradina, Tamiko Inoue, esteve nesta semana no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), sendo recebida pelo presidente, o desembargador Manoel Pereira Calças, juntamente com juízes de Direito do Fórum de Andradina, onde foi discutida a instalação da 4ª Vara Judicial da Comarca. Participaram também do encontro o desembargador Paulo Magalhães Coelho, que além de ser andradinense, é o coordenador da 37ª Circunscrição Judiciária, cuja sede é o município. Representando a Câmara Municipal, o vereador Joaquim Justino (Joaquinzão), além do prefeito de Murutinga do Sul, Gilson Pimentel.

Tamiko compareceu a pedido dos juízes locais, com o objetivo de dar apoio político e institucional para o atendimento do pedido. A 4ª Vara foi criada há 18 anos, porém até hoje está pendente de implantação.

Segundo explica o secretário de Negócios Jurídicos, Leonardo de Freitas, atualmente existem na Comarca três varas cumulativas, cíveis e criminais, além de uma vara específica para pequenas causas. Ele destaca que a cidade cresceu consideravelmente em população e em infraestrutura o que evidentemente fez aumentar muito o número de processos.

“A implantação de mais uma vara significará mais celeridade no andamento dos processos, uma vez que haverá mais um juiz decidindo as causas, resolvendo os problemas levados pelos cidadãos ao judiciário, sem falar no benefício que a medida trará para a classe dos advogados”, completa Leonardo.

Nos últimos anos, o Governo de Andradina tem intensificado as parcerias institucionais com o judiciário, as quais permitiram a instalação do Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania) que funciona junto ao Procon municipal e também do Anexo de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, cuja instalação só foi possível porque o município ofereceu infraestrutura tecnológica e a cessão de quatro servidores municipais, como psicóloga, assistente social e um assistente jurídico.

Para viabilizar a 4ª Vara, o município está promovendo reforma em um imóvel funcional do judiciário localizado na Rua Presidente Vargas, para onde será mudada a estrutura do Anexo de Violência Doméstica. Com a liberação do local hoje usado por esse órgão no prédio do Fórum, haverá espaço físico para instalação da nova Vara.

“Nosso trabalho é constante para garantir o desenvolvimento conquistado nos últimos anos, nos mais variados aspectos, incluindo no que diz respeito a melhoria de infraestrutura dos órgãos públicos que prestam serviços direto à população”, comenta Tamiko destacando que nesse momento duas importantes instituições (Tribunal de Contas e Ministério Público) estão em vias de iniciar construção de sede próprias em terrenos adquiridos e doados pelo Governo de Andradina.

A construção desses prédios de grande porte fortalecem Andradina como polo regional, melhoram o atendimento ao cidadão, além de movimentar a economia local com a contração de mão de obra e aquisição de materiais e serviços a serem utilizados nas obras. Outro ponto é a abertura novas vagas através de concursos públicos.

Da Redação

você pode gostar também