CÂMARA HOMENAGEIA JAMIL ONO E MARCOS PILLA COM A MEDALHA MOURA ANDRADE

Nesta quinta-feira às 19h30, a Câmara de Andradina desenvolve a sessão solene alusiva ao 81º aniversário de fundação da cidade. Nesta sessão serão homenageados o ex-vereador ex-prefeito Jamil Ono e o ex-vereador e ex-diretor-executivo do Itesp, Marco Pilla. Os dois receberão a Medalha de Mérito Antônio Joaquim de Moura Andrade, a mais alta honraria concedida pelo legislativo a um cidadão que nasceu no município.

De acordo com a Câmara, a Medalha de Mérito Antônio Joaquim de Moura Andrade é outorgada a andradinenses natos em reconhecimento aos serviços prestados em prol do desenvolvimento econômico e social do município. A homenagem deve ser proposta por um vereador e aprovada pelo plenário da Casa.

JAMIL ONO
A homenagem a Jamil Ono foi proposta por Cristiano Rodrigues de Oliveira (Cristiano da Agrícola), que não está mais no Legislativo. Andradinense filho de agricultores, Jamil nasceu na Fazenda Primavera. Estudou na USP, em São Paulo, onde se formou em Direito e Letras. Também cursou pós-graduação em literatura japonesa no Japão.

Foi vereador reeleito por três mandatos consecutivos (1997/2000, 2001/2002 e 2005/2008), período em que acumulou muita experiência em administração pública. É o primeiro prefeito reeleito na história do município (2009/2012, 2013/2016), transformando Andradina em um próspero polo regional.

Com Jamil, Andradina também foi apontada pela revista Exame como uma das melhores cidades para se viver com Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (Instituto de Longevidade Mongeral Aegon / Fundação Getúlio Vargas), onde o município figura entre as 40 melhores cidades do país (De 50 mil e 100 mil habitantes), para se envelhecer.

Além disso, Durante os oito anos de Jamil como prefeito, Andradina avançou em vários índices como o do instituto IFGF (Índice Firjan de Gestão Fiscal), onde o município pulou 500 posições em sua gestão.

Ele também teve todos os oito anos com contas aprovadas TCE/SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) deixando o município como Gestão “Muito Efetiva” do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M), criado para avaliar a eficiência dos gastos públicos das cidades. Ou seja, soube fazer os investimentos necessários com o melhor uso possível dos recursos da cidade.

MARCO PILLA
A homenagem a Marco Aurélio Pilla de Souza, ou simplesmente Marco Pilla, 52 anos, foi proposta pelo vereador Edgar Dourado. Nascido em Andradina, desde a infância Pilla se mostrava interessado nas atividades ligadas ao campo. E esta foi a sua opção. Formou-se em técnico agropecuário e. Foi exatamente como técnico que Pilla ingressou na Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp), em 1995. Posteriormente formou-se em Direito.

Como funcionário do Itesp, Marco Pilla percorreu dezenas de assentamentos no Estado de São Paulo. Após fixar-se na unidade de Andradina, passou a dar assistência, principalmente na Fazenda Primavera. Depois, por meio de convênio com o Incra, fez inspeções em dezenas de propriedades, posteriormente muitas delas transformaram-se em assentamentos agrários.

Em 2004, Pilla elegeu-se vereador, sendo o mais votado. Ao fim do mandado, foi para São Paulo e em 2010, chegou à diretoria executiva do Itesp, o cargo mais alto da Fundação.
Como diretor-execitivo do Itesp, Pilla levou a experiência de mais de 15 anos nos assentamentos. Duas iniciativas tiveram projeção nacional: a política de regularização urbana e rural e o programa de estímulo à produção da agricultura familiar, por meio da compra direta.

Da Redação

você pode gostar também