COM CIÚME, HOMEM AGRIDE E TENTA MATAR COMPANHEIRA

Um desempregado de 26 anos foi preso em flagrante pela Lei Maria da Penha depois de agredir e tentar matar a companheira, uma mulher de 35 anos. O caso aconteceu na noite de quinta-feira (21), na residência do casal no bairro Jardim Casa Nova.

Segundo informações do boletim de ocorrência, os dois começaram uma discussão depois que o homem acusava a convivente de estar o traindo. Em determinado momento da briga, o suspeito começou a agredir a vítima e chegou a enforcá-la. As agressões ocorreram na frente dos dois filhos da declarante, de um e dois anos de idade.

A desempregada acabou ficando com lesões no pescoço, testa, braços e nas pernas. Ela conseguiu fugir do local, deixando os filhos sozinhos e foi pedir ajuda para vizinhos. Policiais militares que faziam patrulhamento próximo ao local foram acionados via Copom (Central de Operações da Polícia Militar) e dirigiram-se até ao endereço.

Chegando lá, as equipes encontraram as crianças chorando sozinha na rua. Após a chegada da viatura, a mulher voltou até lá e contou tudo o que tinha acontecido. Os PMs entraram no imóvel e encontraram o autor sentado em um dos cômodos. Segundo o registro policial, ele aparentava sinais de embriaguez e confessou as agressões.

Diante das informações, a polícia deu voz de prisão ao indiciado e o encaminhou até a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. O delegado plantonista o manteve preso pelos crimes de violência doméstica, lesão corporal e ameaça. O desempregado permaneceu à disposição da Justiça.

Já a companheira dele teve que passar por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) e um laudo deverá ficar pronto nos próximos dias para ser anexado ao inquérito. O caso foi encaminhado para o terceiro distrito policial do município. A mulher informou aos investigadores que mantinha um relacionamento amoroso com o agressor há quatro meses. Ela representou criminalmente contra ele e pediu medida protetiva com caráter de urgência.

você pode gostar também