POR UNANIMIDADE, TJ ABSOLVE PREFEITA DA ACUSAÇÃO DE IMPROBIDADE

Em votação unânime, o TJ (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), absolveu a prefeita de Nova Independência e os ex-prefeitos Valdemir Joanini e Neusa Joanini da acusação de improbidade improbidade administrativa.

Thauana (secretária de Promoção Social à época) e Neusa (prefeita à época) foram acusadas de permitir o uso de uma sala no Cras (Centro de Referência da Assistência Social), por Valdemir, para fins particulares o que culminou com a condenação em 1ª Instância.

Nesta terça-feira (19), os desembargadores acolheram o recurso da prefeita Thauana Duarte e dos ex-prefeitos Valdemir e Neusa Joanini e reformaram a decisão que havia condenados os políticos de Nova Indepedência à perda dos direitos políticos e de mandato. O desembargador e relator do processo, Vicente de Abreu Amadei, se manifestou por acatar o recurso e foi acompanhado por todos os demais desembargadores da 1ª Câmara de Direito Público.

A prefeita Thauana Duarte contou em sua defesa com o advogado Fábio Sousa Nunes da Silva e o casal Joanini com o advogado Maurício Carneiro. “Tínhamos plena convicção que seríamos absolvidos, pois jamais cometemos algum crime. A denúncia teve cunho político, apenas de nos afastar da possibilidade de continuar fazendo o melhor para a população do município, pois os opositores de nossa administração nunca aceitaram as derrotas das urnas e se norteiam pela disputa judicial, pelo denuncismo desenfreado, tentando tirar o direito de livre escolha de nossa população. População essa que nos escolheu para estar à frente da Prefeitura de Nova Independência! Enfim a justiça foi feita por esta decisão do Tribunal, acabando com o clima de incerteza e especulações políticas que insiste em permanecer em Nova Independência. O povo me elegeu prefeita e assim permanecerá” – comentou a prefeita Thauana Duarte.

Da Redação

você pode gostar também