MORTES NO TRÂNSITO AUMENTAM 40%

De acordo com levantamento feito pela Diretoria de Trânsito de Três Lagoas, até o início do mês de junho/2018 foram registrados, no município, sete acidentes fatais de trânsito. Foram dois atropelamentos, uma queda em buraco e quatro colisões. Das quatro, três tiveram envolvimento de motocicleta e um com veículo (acidente proposital). No mesmo período do ano anterior – janeiro a junho/2017 – foram registradas cinco mortes. O que representa aumento de 40%. Em todo o ano de 2017 12 mortes em acidentes de trânsito foram registradas. O mais recente acidente com vítima foi no dia 10 de junho. Um jovem de 29 anos morreu após bater a moto em um poste em avenida da cidade.

A Diretora e Autoridade de Trânsito de Três Lagoas – Creusa Ramos – explica que o principal objetivo do departamento é diminuir os números destas estatísticas. “Fico triste quando os números aumentam. O intuito do nosso trabalho é que os números caiam e que, se possível, zere. Vida nenhuma deve ser ceifada em acidente de trânsito; mas, infelizmente, os números aumentaram. Esperamos que os números permaneçam como estão e que, até o final do ano, esta estatística seja menor que a do ano anterior”.

A diretora observa que os efeitos das campanhas para educação no trânsito são lentos. Em 2005 quando se integrou ao departamento de trânsito, não havia respeito algum nas faixas de pedestres.

Segundo ela, as pessoas não utilizavam as faixas e os motoristas não paravam para os pedestres quando estavam na faixa. “Observamos as mudanças no comportamento dos três-lagoenses.

Esperava que os efeitos das campanhas fossem mais rápidos. Educação no trânsito é carregar água na peneira – o um processo é lento” – explica. (Hoje Mais Três Lagoas)

Da Redação

você pode gostar também