PREFEITO PRESO RECEBE APOIO DE COLEGAS DA REGIÃO

ANTÔNIO CRSPIM/MARCELO CARVALHO

Na manhã deste domingo o prefeito de Murutinga do Sul, Gilson Pimentel (PSDB), que nesta semana foi preso por suposto crime eleitoral devido ao depósito de lixo em área interditada pela Cetesb, recebeu o apoio de vários prefeitros da região e de dezenas de pessoas do município. O recinto da Câmara ficou lotado.

O município de Murutinga do Sul está sem local adequado para depositar o lixo urbano. Sem aterro sanitário e sem recursos para fazer o transbordo para área licenciada em outro município, a administração optou por depositar os resíduos no antigo lixão, área que está interditada.

Nesta semana o Ministério Público recebeu denúncia do suposto crime eleitoral e oficiou a Polícia Civil. Durante diligências, policiais civis constataram a irregularidade denunciada e foram presos quatro servidores municipais e o prefeito. Os cinco passaram a noite detidos e no dia seguinte, o juiz Jamil Nakad determinou a liberdade de todos os envolvidos.

Aliados de Gilson Pimentel, por entenderem que houve excesso por parte da autoridade policial, decidiram promover um ato de apoio e solidariedade. A iniciativa rapidamente recebeu o apoio de vários prefeitos da região, como Tamiko Inoue (Andradina), Dilador Borges (Araçatuba), Julio César Gomes (Sud Mennucci), Flávio Giussani (Brauna), João de Altayr Domingues (Pereira Barreto), Laerte Aparecido Rocha (Nova Luzitânia) e vários outros prefeitos, além do ex-diretor do Itesp e um dos principais líderes do PSDB na região, Marco Pilla.

Prefeitos como Dilador Borges, Júlio Cesar Gomes e Flávio Giussani e  falaram sobre a necessidade da região se unir em busca de alternativas para a solução do problema. Pimentel agradeceu o apoio de todos e disse que vai continua a luta para encontrar a solução. Marco Pilla também colocou-se à disposição para ajudar na busca de solução,.

Ao final do encontro, todos os presentes assinaram um manifesto.

 

você pode gostar também