DILADOR APRESENTA PLANOS PARA CONCLUIR CINCO AVENIDAS EM DIFERENTES REGIÕES

DA REDAÇÃO
Araçatuba

O prefeito Dilador Borges esteve ontem de manhã na Avenida Juscelino Kubitschek , no Lago Azul, para apresentar o projeto de pavimentação da via, uma antiga reivinndicação dos moradores. A visita foi acompanhada pelo presidente da Câmara, Rivael Papinha e o assessor executivo da Secretaria de Planejamento, Claudiocir Fernandes. Na oportunidade, Dilador falou também dos planos para concluir as avenidas Dois de Dezembro, Joaquim Pompeu de Toledo, Paranapanema (continuação da Café Filho) e Prestes Maia (segunda pista). “A cidade precisa de novas vias para desenvolver”, disse o prefeito araçatubense.
A Avenida Juscelino Kubitschek tem aproximadamente 2 mil metros de extensão. Porém, seu traçado é bastante irregular. A legislação estabelece que deve haver canteiro de 15 metros de cada lado das torres. No entanto, este padrão só existe em 300 metros da via. O trecho restante está completamente irregular. Para executar obras no local, a Prefeitura precisa de autorização da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP). “Pedimos a intervenção da Agência Nacional de Energia Elétrica para agilizar o processo”, disse o prefeito.
Segundo Dilador, já tem um trecho licitado de 300 metros, mas precisa de autorização da CTEEP para executar o trabalho. “O nosso projeto prevê área de proteção de seis metros de cada lado da torre e pista de 7,5 metros. Queremos pavimentar e iluminar” , disse o prefeito, afirmando inicialmente deve ser pavimentado um lado da avenida e posteriormente o outro lado. Para Dilador e Papinha, que acompanhava a visita, a pavimentação permitirá a interligação com outros bairros e vai atrair investimentos empresariais e habitacionais para o local.
Quanto à permissão para executar a obra, o prefeito está confiante. “Trata-se de uma situação consolidada. Não houve fiscalização e casas foram construídas. Não há como retificar o traçado da avenida, pois seria necessário desapopriar e demolir casas”, acresentou o prefeito, explicando que urbanizar o local é uma questão de segurança.
“Hoje as torres estão expostas e chegam a colocar fogo sob o linhão. Com a construção e urbanização de canteiros centrais, isso vai mudar. Por isso estamos confiantes na aprovação”, acrescentou. Com a autorização de uso, o prefeito disse que vai atrás dos recursos para execução das obras.

E AINDA
Segundo o prefeito, outra avenida que deve ser concluída é a Paranapanema (continuação da Café Filho). “Trata-se de uma avenida que irá interligar vários bairros e servir de rota alternativa”, explicou o prefeito.
Quanto à Avenida Dois de Dezembro, entre a rotatória da Prestes Maia e a Rodovia Elyeser Montenegro Magalhães, Dilador explicou que várias parcerias estão sendo fechadas para construção de galerias de águas pluviais e posterimente a pavimentação. O trecho tem aproximadamente 1,7 mil metros de extensão.
Com a duplicação da Via Etelvino Pereira dos Santos, fruto de parceria com uma empresa do setor imobiliário, Dilador disse que vai ser necessário redimensionar o trevo pé de galinha. Por isso, já determinou estudos para duplicar o trecho final da avenida Prestes Maia, entre o Condomínio Serra Dourada e a rotatória.
Por fim, o prefeito reafirmou o propósito de concluir a Avenida Joaquim Pompeu de Toledo, no trecho entre a Rua Tupinambás e a Rodovia Marechal Rondon.

você pode gostar também