RÚSSIA SURPREENDE E GOLEIA A. SAUDITA

DA REDAÇÃO
São Paulo

A Rússia encerrou um longo jejum na tarde desta quinta-feira. No Estádio Luzhniki (Moscou), a seleção anfitriã abriu a Copa do Mundo de 2018 com uma vitória por 5 a 0 sobre a Arábia Saudita e, diante de sua torcida, voltou a ganhar após uma série de sete partidas consecutivas. Com o primeiro triunfo desde outubro do ano passado, a Rússia marca três pontos e lidera provisoriamente o Grupo A da Copa do Mundo. No outro jogo da chave, previsto para as 9h de hoje entre Uruguai e Egito, em Ecaterimburgo. Segundo a Fifa, a goleada da Rússia sobre a Arábia Saudita foi a maior goleada em um jogo de abertura na história das Copas do Mundo, superando a vitória do Brasil por 4 a 0 sobre o México, na Copa de 1950, que detinha a marca até então.
Com apoio dos torcedores, a Rússia marcou o primeiro gol da Copa do Mundo logo aos 11 minutos da etapa inicial. Após cobrança de escanteio, a bola voltou para o lado esquerdo e sobrou para Golovin levantar na área. De cabeça, Gazinskiy completou para o gol. Embora tivesse menos posse de bola, a Rússia era muito mais objetiva do que a Arábia Saudita. Em uma jogada pelo lado direito, o brasileiro Mario Fernandes, em posição de impedimento, recebeu nas costas da marcação e cruzou para finalização perigosa de Dzagoev.
Colocado no lugar do lesionado Dzagoev, Cheryshev aumentou a vantagem da Rússia aos 43 minutos do segundo tempo. Zobnin recebeu de Smolov e acionou Cheryshev pela esquerda. Com categoria, o ex-jogador do Real Madrid limpou a marcação e fuzilou o goleiro Abdullah. Na tentativa de diminuir a vantagem russa, a Arábia Saudita levou algum perigo no começo da etapa complementar. Alburayk desceu pela direita e cruzou. Alsahlawi conseguiu apenas um leve desvio e a bola passou em frente ao gol, fora do alcance de Taiseer.
O ritmo do jogo caiu no segundo tempo, e o técnico Stanislav Cherchesov apostou na troca de Smolov por Dzyuba. Instantes depois de entrar em campo, aos 25 minutos, o gigante de 1,96m recebeu cruzamento vindo da direita de Golovin e cabeceou com competência para marcar o terceiro. Em um dos camarotes do Estádio Luzhniki, o príncipe árabe Mohammad bin Salman foi consolado por Vladimir Putin e Gianni Infantino, presidentes da Rússia e da Fifa, respectivamente. Aos 46 minutos, Cheryshev entrou na área pela esquerda e marcou um golaço. Três minutos depois, em cobrança de falta, Golovin fechou o placar. O público na arena Luzhniki foi de 78.011 pessoas para assistir à goleada arbitrada pelo argentino Nestor Pitana.
Na segunda rodada, a Rússia enfrentará o Egito, em São Petersburgo, na próxima terça-feira, às 15h (de Brasília). A Arábia Saudita, por sua vez, buscará a reabilitação a partir das 12h de quarta, contra o Uruguai, em Rostov.

você pode gostar também