Homem morre após engolir pinos de cocaína em abordagem policial

Um ajudante de pedreiro, de 31 anos, morreu na noite de quarta-feira (13) depois de engolir pinos de cocaína durante uma abordagem policial em Araçatuba. O caso aconteceu no bairro Águas Claras.

De acordo com o boletim de ocorrência, policiais militares receberam uma denúncia anônima informando que um casal estaria comercializando entorpecentes em frente a um supermercado localizado na rua Padre Angelo Rudelo.

Diante das informações, as equipes dirigiram-se até ao endereço e chegando lá viram os dois suspeitos na calçada. Ainda segundo o registro policial, um dos PMs viu o momento em que Marcelo Vitorino da Silva levou a mão a boca, tentando esconder algo. O fato chamou a atenção e, por esse motivo, a polícia decidiu fazer a abordagem.

Na revista pessoal, os policiais perceberam que o rapaz estava com alguns pinos de cocaína na boca, pediram para que ele cuspisse, mas o homem não obedeceu a ordem e nesse momento teria engolido os objetos. Logo em seguida, foi necessário o uso de algemas para conter o ajudante de pedreiro, pelo receio de fuga.

Segundo o que consta no boletim, o suspeito começou a passar mal algum tempo depois. “Marcelo Vitorino da Silva levou uma das mãos a boca e virou-se de costa para os policiais e simulou estar passando mal, inclusive caindo no chão. Nesse momento, a mulher do autor informou aos policiais militares que Marcelo sofria de epilepsia, muito bem ora não apresentasse sinais desse quadro”, informou o registro elaborado na Polícia Civil.

VISTORIA NA CASA

Após esse fato, os policiais militares colocaram Silva dentro de uma viatura e seguiram até a residência onde ele mora, afim de fazer uma vistoria no local na tentativa de localizar mais entorpecentes. Algum tempo depois, já dentro do imóvel, o investigado começou a passar mal novamente e dessa vez foi socorrido e levado para o Pronto-Socorro Municipal, no bairro Santana.

O homem chegou inconsciente à unidade hospitalar e recebeu os primeiros atendimentos médicos. Alguns minutos depois, o óbito foi confirmado pelo médico plantonista. Ele informou aos PMs que um pino de cocaína foi encontrado na garganta do investigado e duas hipóteses poderiam ser levadas em conta. A primeira era a de que um dos pinos engolidos pudesse ter se rompido dentro do organismo e a outra era a de que o objeto poderia ter atingido o pulmão.

O corpo foi encaminhado até ao IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame necroscópico. Um laudo deverá ficar pronto em até 30 dias para auxiliar nas investigações sobre o caso. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso pelo terceiro distrito policial do município. Silva era procurado pela 1ª Vara Cível de Birigui. A esposa dele foi ouvida e liberada na sequência.

NOTA

A Polícia Militar de Araçatuba enviou uma nota de esclarecimentos à imprensa informando que instaurou inquérito policial militar para a melhor apuração dos fatos. “A PM lamenta o desfecho dessa ocorrência, solidarizando-se com os familiares do falecido e aproveita o momento para ratificar que a Polícia Militar do Estado de São Paulo mantém o compromisso de defesa da vida, integridade física e da dignidade da pessoa humana”, complementou a nota.

O corpo do ajudante de pedreiro foi enterrado no fim da tarde de quinta-feira (14) em um cemitério da cidade.

você pode gostar também