Andradina vacina contra gripe com foco em crianças e gestantes

A Secretaria de Saúde e Higiene Pública de Andradina acompanhando o cronograma do Ministério da Saúde prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe até o dia 15 de junho. “O público-alvo ainda é a prioridade da campanha que incluem idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes e puérperas (mulheres em até 45 dias após o parto)”, ressaltou o secretário de Saúde, Marcelo Gimenez.

Gimenez explica que as crianças e gestante ainda estão fora da cobertura ideal em Andradina. “Solicitamos aos pais que levem seus filhos as unidades de saúde”.
Para a médica infectologista do município, Terezinha Mantega, a vacina contra influenza reduz futuras complicações, além de manter a carteira de saúde em dia que é essencial para uma qualidade de vida. “A vacina previne a propagação da doença que pode produzir casos graves, internações ou, até mesmo, óbitos”.

Terezinha ressalta que existem certos mitos sobre a vacina que devem ser derrubados, como é caso dela provocar gripe. “Tomando a dose a pessoa protege a si e sua família e consequentemente a comunidade. Ela não provoca a gripe”, disse ao enfatizar que se vacinar é uma questão de responsabilidade social.

Andradina está com 10 casos notificados e um confirmado que gerou óbito. “Estamos em um período propício à doença, já que no frio as pessoas ficam mais aglomeradas em locais fechados”, ressalta Terezinha.

Terezinha explicou que a vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde, H1N1; H3N2 e influenza B.

Da Redação

você pode gostar também