Novas placas de alerta e proibição serão instaladas na Lagoa Maior

Após o incidente ocorrido na última semana, onde um jacaré atacou um cachorro nas águas da Lagoa Maior, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (Semea) vai aumentar o número de placas de alerta na orla.

Segundo o secretário, Celso Yamaguti, a medida vai além do aviso de risco com os animais. “As placas vão alertar sobre a proibição da pesca, andar de bicicleta e cuidados ao frequentar o nosso maior cartão postal”, disse.

O ataque do jacaré ao cachorro, de acordo com Celso, ocorreu por imprudência do dono do animal, mesmo porque aconteceu dentro da lagoa, habitat do réptil. A preocupação maior do secretário é com a segurança das crianças. Ao longo da gestão atual, a Seme vem realizando diversas campanhas e divulgação sobre os riscos e medidas seguras de lazer na orla da Lagoa Maior.

Atualmente, existem três jacarés adultos com mais de dois metros de comprimento e nove de porte médio habitando a lagoa. “Não basta aumentarmos o número de placas e divulgações sobre o assunto, é necessário que a população se conscientize dos riscos existentes hoje na Lagoa Maior. Qualquer atividade próxima às águas é um perigo anunciado, pois, o jacaré é um animal que ataca silenciosamente. Com crianças, o cuidado deve ser redobrado”, concluiu o secretário.

Da Redação

você pode gostar também