Três pessoas morrem atropeladas na região

O fim de semana e começo da segunda-feira (04) foram marcados por atropelamentos na região. Três pessoas morreram, sendo elas um adolescente de 16 anos. Os casos foram registrados entre a noite de domingo e a manhã de hoje em Andradina, Castilho e Clementina.

O primeiro caso por volta das 18h30 de domingo no quilômetro 637 da rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Andradina. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Estadual, o menor, identificado como Gabriel Henrique da Silva Malheiro, foi atropelado ao atravessar a pista soltando pipa. Ele e outros amigos, inclusive, foram avisados momentos antes do acidente pela mesma equipe da polícia que atendeu o atropelamento para que saíssem da via, pelo risco de algum tipo de incidente.

Alguns minutos depois, o motorista de um veículo Hyundai/HB20, com placas de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, seguia no sentido de Murutinga do Sul a Castilho, quando o jovem teria atravessado a rodovia repentinamente. O condutor não conseguiu frear a tempo e acabou o atingindo. O adolescente chegou a ser socorrido com vida por uma equipe do Resgate, do Corpo de Bombeiros, até ao pronto-socorro da Santa Casa de Andradina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu alguns minutos depois de dar entrada na unidade hospitalar.

O homem que provocou o atropelamento passou pelo teste do bafômetro e o resultado foi negativo para embriaguez. Equipes da perícia técnica estiveram no local do acidente e um laudo deverá ficar pronto em até 30 dias para auxiliar a Polícia Civil nas investigações do caso. O corpo de Malheiro foi encaminhado até ao IML (Instituto Médico Legal) de Andradina, onde passou por exame necroscópico e depois liberado para o velório e enterro. A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL apurou que a vítima morava em um bairro às margens da rodovia, juntamente com outros colegas moradores do bairro Quinta das Castanheiras.

SEGUNDA-FEIRA

Já o início da semana também começou com mais mortes por atropelamento. Um pedreiro, de 54 anos, perdeu a vida ao ser atropelado por um ônibus da Viação Araçatuba, em Castilho.

Segundo a polícia, o motorista do veículo contou em depoimento que Luiz Carlos de Moraes teria atravessado a rua repentinamente e não conseguiu frear a tempo, atropelando a vítima. O homem chegou a ser socorrido por um ambulância do munícipio até ao pronto-socorro, mas também não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado na delegacia de Castilho como homicídio culposo na direção de veículo automotor, aquele em que não há intenção de matar.

Poucas horas depois, por volta das nove horas da manhã de hoje, o motociclista Valdir Sérgio Sobral, de 52 anos, morreu atropelado por outro ônibus na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), na altura de Clementina. O veículo era de fretamento, segundo a Polícia Rodoviária.

O motociclista seguia no sentido de Braúna quando, por motivos desconhecidos, perdeu o controle da direção e derrapou na via. O condutor do ônibus, que vinha logo atrás, não conseguiu frear e acabou passando o veículo por cima do corpo de Sobral. Ele morreu no local.

O corpo foi encaminhado até ao IML (Instituto Médico Legal) de Araçatuba, onde passou por exame necroscópico. A Polícia Civil de Clementina abriu inquérito para investigar o caso. Até o fechamento desta edição não havia informação sobre velório e sepultamento.

você pode gostar também