Depressão será abordada na Sipat

DA REDAÇÃO ARAÇATUBA

Levantamento do Anuário do Sistema Público de Emprego e Renda do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), elaborado com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho, mostra que os casos de afastamento por doença no trabalho cresceram perto de 25%, entre os anos de 2005 e 2015. E a situação tende a se agravar ainda mais. A Organização Mundial de Saúde (OMS) calcula que até 2020, a depressão será a maior causa de afastamento do trabalho, no mundo.

Pensando nisso, a Associação de Amparo ao Excepcional Ritinha Prates, de Araçatuba (SP), decidiu abordar o tema na sua Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho (Sipat), que ocorre entre os dias 4 e 8 de junho. Há um diferencial das edições anteriores. Neste ano, o evento não será exclusivo para colaboradores da entidade. As palestras serão abertas, com inscrição para o público externo ao custo de R$ 20,00. Toda a renda será revertida à instituição. Além da palestra sobre depressão, a Sipat terá a palestra show de Fábio Lais, que irá falar sobre “A qualidade das pessoas na vida e no trabalho”.

Depressão

O palestrante convidado pela entidade para falar sobre depressão é o médico psiquiatra Alfredo Querino da Silva, de Birigui (SP). Com o tema “Depressão não é frescura. Uma informação pode salvar uma vida”, Querino pretende mostrar aos colaboradores e convidados a importância de falar sobre depressão, uma vez que ela é uma doença silenciosa. A técnica em Segurança do Trabalho da Ritinha Prates, Patrízia Torres, explica que a depressão é considerada como o mal do século, logo, a tratativa de um assunto como esse é bastante conveniente nos dias atuais. “Pretendemos trabalhar na esfera da conscientização, do esclarecimento, não só para o depressivo, para que cada pessoa entenda o que ocorre com ela própria, mas também a conscientização e esclarecimento do colega de trabalho, dos amigos, familiares”, comenta Patrízia.

Programação

  • Dia 4 de junho – segunda-feira
    • 9h30 – Fábio Lais – tema “A qualidade das pessoas – na vida e no trabalho”
  • Dia 5 de junho – terça-feira
    • 9h – Fábio Lais – tema “A qualidade das pessoas – na vida e no trabalho”
  • Dia 6 de junho – quarta-feira
    • 10h30 – Alfredo Querino da Silva – tema “Depressão não é frescura. Uma informação pode salvar uma vida”
  • Dia 7 de junho – quinta-feira
    • 10h30 – Alfredo Querino da Silva – tema “Depressão não é frescura.

você pode gostar também