Motorista bate carro ao fugir da polícia em Birigui

Um homem, que não teve a identidade revelada pela polícia, foi preso depois de fugir da PM, bater o carro que dirigia frontalmente contra outro veículo e ser flagrado carregando pinos de cocaína dentro do automóvel. O caso aconteceu no início da noite de sexta-feira, em Birigui, município a 19 quilômetros de distância de Araçatuba.
De acordo com informações apuradas pelo jornal O LIBERAL REGIONAL, policiais da Rocam (Ronda Ostensiva com o Apoio de Motocicletas) receberam informações de que um indivíduo desconhecido, conduzindo um veículo vermelho com placas de Guzolândia iria entregar entorpecentes na Vila Bandeirantes.
Diante das informações, os PMs passaram a fazer patrulhamento na tentativa de identificar o automóvel e o localizaram no cruzamento das ruas São João com a Bom Jesus. As equipes deram sinal de parada ao motorista, mas ele não obedeceu e fugiu em alta velocidade por diversas ruas e avenidas do município, colocando em risco a vida de pedestres e outras pessoas nas vias públicas.
A partir desse momento, uma perseguição se iniciou e o autor jogou pela janela uma sacola plástica. Alguns minutos depois o suspeito cruzou o sinal vermelho da Avenida José Augustinho e colidiu frontalmente contra outro veículo. O criminoso desceu do carro e ainda tentou fugir correndo, mas foi detido na sequência.
Na revista pessoal, os policiais encontraram três pinos de cocaína escondidos no bolso da calça do indiciado. Já dentro da sacola que ele havia jogado algum tempo antes, a polícia localizou mais 17 pinos contendo o mesmo entorpecente. O rapaz confessou que comprou a droga em Araçatuba por dez reais cada microtubo e iria revender o produto em Birigui.
Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado até a delegacia central, onde prestou depoimento. O delegado plantonista manteve o flagrante e deixou o homem à disposição da Justiça. Ele irá responder pelos crimes de desobediência, direção perigosa, dano e tráfico de entorpecentes. Após passar por audiência de custódia, o investigado foi transferido para a cadeia pública de Penápolis, onde deverá aguardar vaga em alguma penitenciária da região.

você pode gostar também